Em formação

Afeganistão


O país do Afeganistão foi conquistado por muitos estrangeiros, começando com Alexandre, o Grande, mas nenhum foi capaz de estabelecer o controle sobre sua população ferozmente independente e terreno acidentado. Em 1979, a União Soviética derrubou seu próprio líder fantoche e invadiu o Afeganistão, apenas para se retirar depois de quase uma década de frustração, morte e despesas.

Durante o período em que militantes islâmicos locais lutaram contra as tropas soviéticas, os Estados Unidos, principalmente por meio da CIA, forneceram armas e treinamento. Entre os que lutaram contra os soviéticos estava o expatriado saudita Osama bin Laden, que fundou a Al-Qaeda e acabou encenando os ataques ao World Trade Center em Nova York em 11 de setembro de 2001.

Em retaliação ao ataque, os Estados Unidos exigiram primeiro que o Afeganistão entregasse Bin Laden e, quando o Talibã, que governava o país na época, recusou, os Estados Unidos invadiram no outono de 2001.

O Taleban foi facilmente derrubado e planos foram traçados para a democratização do Afeganistão e melhorias em sua economia. No entanto, não foram fornecidos recursos suficientes, especialmente após a invasão do Iraque para erradicar completamente a resistência do Taleban, que ficou mais forte depois de seu nadir inicial. Após várias tentativas de ganhar a confiança e o apoio da população, dificultada por sua parceria com um governo corrupto e um aliado semi-hostil do Paquistão, os Estados Unidos começaram a reduzir seu compromisso com a intenção de encerrar a guerra mais longa de seu país. história.