Em formação

Keystone LB-8

Keystone LB-8


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Keystone LB-8

O Keystone LB-8 foi a designação dada ao décimo sétimo bombardeiro leve LB-7 depois que ele recebeu motores radiais Pratt & Whitney R-1860-3. Esses eram motores com engrenagens, com uma relação de 2: 1, e eram mais eficientes do que os motores de transmissão direta usados ​​no LB-7. O LB-8 era 12 mph mais rápido que o LB-7 e tinha um teto de serviço de 16.800 pés, mais de 5.000 pés mais alto que o LB-7. Originalmente designada como XLB-8 experimental, a aeronave foi posteriormente redesignada como LB-8.

Motor: Dois motores radiais Pratt & Whitney GR-1860-3
Potência: 550 cv
Tripulação: 5
Vão: 75 pés 0 pol.
Comprimento: 49 pés 3 pol.
Altura: 18 pés 1 pol.
Peso bruto: 13.745 libras
Velocidade máxima: 126 mph ao nível do mar
Velocidade de cruzeiro: 100 mph
Teto: 16.800 pés
Armas: cinco metralhadoras calibre 0,30 pol.
Carga da bomba: 2.000 lb


Perguntas frequentes sobre login do Keystone

1. O que é o Keystone Login?
Keystone Login é um sistema de gerenciamento de contas para serviços online da Commonwealth. Você pode usar seu nome de usuário e senha de login do Keystone para fazer login em qualquer serviço online que participe do login do Keystone.

2. Como o Keystone Login protege minhas informações?
O Keystone Login usa métodos modernos de segurança e autenticação para garantir que suas informações sejam protegidas contra acesso ou uso não autorizado.
É igualmente importante que os usuários do Keystone Login protejam suas credenciais de login. Por exemplo, não os compartilhe com ninguém, não os escreva e não use o mesmo nome de usuário e senha para outras contas não relacionadas.

3. O que é PALogin?
PALogin é um sistema de gerenciamento de contas online mais antigo usado por muitas agências estaduais para seus serviços online. Como o Keystone Login, ele permite que um usuário faça login em vários serviços online com as mesmas credenciais. A comunidade planeja fazer a transição de todos os usuários PALogin para o Keystone Login e encerrar o serviço. As agências da Commonwealth notificarão os usuários com contas online quando for o momento de fazer a transição para o Keystone Login. Você pode escolher migrar sua conta de usuário PALogin existente para o Keystone Login e reter todas as informações ou histórico da sua conta.

4. Por que tenho que migrar minha conta?
O PALogin é baseado em tecnologia mais antiga que se tornou cada vez mais difícil de manter e não acompanhou a tecnologia moderna e os recursos de segurança. O Keystone Login fornecerá uma maneira mais segura e amigável para você gerenciar o acesso a serviços online de agências da Commonwealth.

  • Se você tiver uma conta Keystone ID através do Departamento de Serviços Humanos, Departamento de Trabalho e Indústria ou Sistema de Aposentadoria de Funcionários do Estado, você deve usar o mesmo nome de usuário e senha para acessar os serviços que usam o Login da Keystone.
  • Você pode já ter criado uma conta de login do Keystone para migrar uma conta de usuário de outro serviço online da Commonwealth.
  • Se nenhuma dessas for a causa, entre em contato com o Help Desk de login da Keystone. O help desk pode ser contatado pelo telefone 877-328-0995 ou pelo e-mail [email protected] Além disso, você também deve notificar seu provedor de serviços de e-mail.

7. Minha senha não funciona ou esqueci-me o que devo fazer?
Se você não souber sua senha, selecione o link Esqueci a senha. Digite seu nome de usuário para receber uma mensagem de e-mail com sua senha. A mensagem será enviada para o endereço de e-mail associado à sua conta de login do Keystone.

8. Esqueci meu nome de usuário, o que devo fazer?
Se você não souber seu nome de usuário, selecione o link Esqueci meu nome de usuário. Digite o endereço de e-mail associado à sua conta de login do Keystone para receber uma mensagem com seu nome de usuário.

9. Como altero minha senha?
Depois de fazer login no Keystone Login, você pode selecionar Editar conta para alterar sua senha, endereço de e-mail, nome de usuário e outras informações.

10. O Keystone Login compartilhará minhas informações?
A Comunidade da Pensilvânia respeita sua privacidade e não compartilhará suas informações do Keystone Login com terceiros.

11. Quem devo contatar para perguntas adicionais ou para solicitar ajuda?
Você deve entrar em contato com o Help Desk de Login da Keystone. O help desk pode ser contatado pelo telefone 877-328-0995 ou pelo e-mail [email protected] Se você precisar entrar em contato com a agência que oferece suporte ao serviço online que deseja usar, as informações de contato normalmente podem ser encontradas na página do serviço online ou no site da agência.

Copyright e cópia 2021, Comunidade da Pensilvânia. Todos os direitos reservados.


8 coisas que você talvez não saiba sobre a corrida do ouro na Califórnia

1. A Califórnia não teve a primeira corrida do ouro na história americana.
Essa honra na verdade pertence à Carolina do Norte. Cinqüenta anos antes de o ouro ser descoberto na fábrica Sutter & # x2019s, a primeira corrida do ouro na história americana começou depois que uma pepita de ouro de 17 libras foi encontrada no condado de Cabarrus, Carolina do Norte. Por fim, mais de 30.000 pessoas no estado de Tar Heel estavam minerando ouro e, por mais de 30 anos, todas as moedas de ouro emitidas pela Casa da Moeda dos EUA foram produzidas com ouro da Carolina do Norte.

2. A corrida do ouro foi a maior migração em massa na história dos EUA.
Em março de 1848, havia cerca de 157.000 pessoas no território da Califórnia, 150.000 nativos americanos, 6.500 descendentes de espanhóis ou mexicanos conhecidos como californios e menos de 800 americanos não nativos. Apenas 20 meses depois, após o influxo maciço de colonos, a população não nativa subiu para mais de 100.000. E as pessoas continuavam chegando. Em meados da década de 1850, havia mais de 300.000 recém-chegados & # x2014 e uma em cada 90 pessoas nos Estados Unidos vivia na Califórnia. Todas essas pessoas (e todo esse dinheiro) ajudaram a acelerar a transformação da Califórnia em um estado. Em 1850, apenas dois anos após o governo dos EUA ter comprado o terreno, a Califórnia se tornou o 31º estado da União.

3. A corrida do ouro atraiu imigrantes de todo o mundo.
Na verdade, em 1850, mais de 25 por cento da população da Califórnia & # x2019s havia nascido fora dos Estados Unidos. Como a notícia da descoberta demorou a chegar à costa leste, muitos dos primeiros imigrantes a chegar eram da América do Sul e da Ásia. Em 1852, mais de 25.000 imigrantes da China chegaram à América. À medida que a quantidade de ouro disponível começou a diminuir, os mineiros lutaram cada vez mais entre si por lucros e as tensões anti-imigrantes dispararam. O governo também entrou em ação. Em 1850, a legislatura da Califórnia aprovou um imposto de minerador estrangeiro & # x2019s, que cobrava uma taxa mensal de $ 20 de não cidadãos, o equivalente a mais de $ 500 em dinheiro de hoje. Essa lei acabou sendo revogada, mas foi substituída por outra em 1852 que expressamente destacava os mineiros chineses, cobrando-lhes $ 2 ($ 80 hoje) por mês. A violência contra mineiros estrangeiros também aumentou, e espancamentos, estupros e até assassinatos se tornaram comuns. No entanto, nenhum grupo étnico sofreu mais do que os nativos americanos da Califórnia e # x2019s. Antes da corrida do ouro, sua população nativa era de aproximadamente 300.000. Em 20 anos, mais de 100.000 estariam mortos. A maioria morreu de doenças ou acidentes relacionados à mineração, mas mais de 4.000 foram assassinados por mineiros enfurecidos.

4. A Gold Rush foi um evento dominado por homens.
Centenas de milhares de pessoas migraram para a Califórnia para fazer fortuna na corrida do ouro, mas quase nenhuma delas era mulher. Em 1852, 92% das pessoas que prospectavam ouro eram homens. As poucas mulheres que viajaram para o oeste ganharam a vida nas cidades em expansão, trabalhando em restaurantes, bares e hotéis que aparentemente apareciam todos os dias. Algumas revistas femininas do leste, temerosas dos problemas em que os homens poderiam se meter sem a influência civilizadora das mulheres, publicaram histórias e publicaram anúncios encorajando jovens educadas e moralmente conscientes a viajar para o oeste para domesticar esses homens. Poucos aceitaram esta oferta. A porcentagem de mulheres nas comunidades de mineração de ouro acabou aumentando um pouco, mas mesmo em 1860 eram menos de 10.000 & # x2014 apenas 19 por cento.

5. As primeiras seções de São Francisco foram construídas com navios abandonados por garimpeiros.
A Corrida do Ouro evoca imagens de milhares de & # x201C & # x201949ers & # x201D indo para o oeste em vagões para ficar rico na Califórnia, mas muitos dos primeiros garimpeiros chegaram de navio & # x2014 e poucos deles tinham passagem de volta. Em poucos meses, o porto de São Francisco estava repleto de barcos que haviam sido abandonados depois que seus passageiros e # x2014e tripulação & # x2014 rumaram para o interior em busca de ouro. À medida que a cidade, antes minúscula, começou a crescer, a demanda por madeira aumentou dramaticamente e os navios foram desmontados e vendidos como material de construção. Centenas de casas, bancos, saloons, hotéis, cadeias e outras estruturas foram construídas a partir dos navios abandonados, enquanto outras foram utilizadas como aterro de terrenos perto da orla. Hoje, mais de 150 anos após o início da corrida do ouro, os arqueólogos e as reservas continuam a encontrar relíquias, às vezes até navios inteiros, sob as ruas da cidade perto da baía.

6. A prospecção de ouro era um empreendimento muito caro.
A maioria dos homens que migraram para o norte da Califórnia chegaram com pouco mais do que as roupas do corpo. Uma vez lá, eles precisavam comprar alimentos, bens e suprimentos, que os comerciantes de São Francisco & # x2019 estavam muito dispostos a fornecer & # x2014 por um custo. Presos em uma região remota, longe de casa, muitos garimpeiros tossiram a maior parte de seu dinheiro suado para comprar os suprimentos mais básicos. No auge do boom de 1849, os garimpeiros podiam esperar que os preços certamente causassem choque: um único ovo poderia custar o equivalente a US $ 25 em dinheiro de hoje, o café custava mais de US $ 100 o quilo e substituía um par de botas gastas pode custar-lhe mais de $ 2.500.

7. Mais fortunas foram feitas por mercadores do que por mineiros.
À medida que o boom continuou, mais e mais homens saíram do negócio de caça ao ouro e começaram a abrir negócios para garimpeiros recém-chegados. Na verdade, alguns dos maiores industriais da América & # x2019 começaram na corrida do ouro. Phillp Armour, que mais tarde fundaria um império de empacotamento de carne em Chicago, fez fortuna operando as comportas que controlavam o fluxo de água para os rios explorados. Antes de John Studebaker construir uma das grandes fortunas automobilísticas da América & # x2019s, ele fabricava carrinhos de mão para os mineiros da Corrida do Ouro. E dois banqueiros empreendedores, Henry Wells e William Fargo, mudaram-se para o oeste para abrir um escritório em San Francisco, uma empresa que logo cresceu e se tornou uma das principais instituições bancárias dos Estados Unidos. Uma das maiores histórias de sucesso mercantil foi a de Levi Strauss. Alfaiate nascido na Alemanha, Strauss chegou a San Francisco em 1850 com planos de abrir uma loja que vendesse lonas e coberturas de vagões para os mineiros. Depois de ouvir que calças de trabalho resistentes & # x2014ones que poderiam suportar os dias punitivos de 16 horas regularmente colocados pelos mineiros & # x2014 eram mais procurados, ele mudou de marcha, abrindo uma loja no centro de San Francisco que eventualmente se tornaria um império de manufatura, produzindo Levi & # jeans x2019s.


Keystone, Dakota do Sul

As raízes de Keystone começaram na mineração de rocha dura com seu primeiro colono permanente Fred Cross chegando em 1877. Quatorze anos depois, a primeira reivindicação de ouro foi localizada e a cidade de Keystone emergiu da reivindicação que leva seu nome. A cidade prosperou na década seguinte com o culminar da ferrovia chegando a Keystone em 1900. Após o fechamento da mina primária em 1903, Keystone sofreu uma depressão econômica e permaneceu lá até 1927, quando a escultura do Monte Rushmore começou a fornecer prosperidade para Keystone mais uma vez. Keystone sofreu tragicamente mais uma vez em 9 de junho de 1972, quando uma chuva torrencial atacou Black Hills, causando inundações repentinas em muitos riachos nas cidades de Black Hills. Keystone, mostrando seu espírito duradouro mais uma vez, avançou, foi reconstruída e foi incorporada como uma cidade em julho de 1973.

Pessoas de interesse que viveram e ou morreram em Keystone

Carrie Ingalls (Swanzey) , a irmã mais nova de Laura Ingalls (Wilder), que escreveu os livros "Little House on the Prairie".

Thomas C Blair e seus sócios eram conhecidos por descobrir a primeira reivindicação de produção de filões de ouro em Keystone. A reivindicação foi nomeada Keystone porque ele era da Pensilvânia, o estado da pedra angular. E assim nossa cidade foi nomeada.

Orville Salway "Paha Ska" era conhecido como o "Embaixador da Boa Vontade" pela comunidade de Keystone e South Dakota. Ele foi homenageado pelo governador Bill Janklow em 1997 por seus 40 anos de promoção de Keystone e 24 de maio foi declarado o dia "Paha Ska". Paha Ska era um artista talentoso e é famoso por suas pinturas em peles de búfalo.

William Franklin "Frank das Montanhas Rochosas" e sua filha Cora Stone localizou o mais rico filão de ouro no sul de Black Hills.

Jennie Franklin para quem a "Mina do Terror Sagrado" foi nomeada.

Harry Hardin "Cavalo Selvagem Harry Hardin" que foi um residente de Keystone por muito tempo e o rosto do "Velho Garimpeiro de Landstrom". Sua imagem foi usada na publicidade de suas joias de ouro Black Hills.

Ben Black Elk quem foi Lakota Sioux foi uma presença constante no Monte Rushmore Memorial por anos. Ele se vestia com suas roupas nativas e compartilhava histórias com os visitantes do memorial. Ele apareceu em vários filmes de Hollywood.

Nossa cidade tem um Casa histórica da escola transformada em museu . É rica em história da Keystone. Tem a história dos primeiros colonos, os fundadores da nossa comunidade, mineiros, as pessoas que esculpiram o Monte Rushmore, Carrie Ingalls (Swanzey), crianças que realmente frequentaram a escola nesta escola histórica e suas famílias. Ao lado existe também uma histórica "casa-escola de um cômodo" que foi transferida para a propriedade para preservação.

Você pode encontrar história adicional em nossa cidade, as pessoas mencionadas acima e muitos outros no Keystone Historical Museum .

A cidade de Keystone tem uma história rica e única. Vale a pena visitar.


L Brands, Inc. (LB)

L Brands (LB) relatou ganhos há 30 dias. O que vem a seguir para o estoque? Damos uma olhada nas estimativas de ganhos para obter algumas pistas.

Coloque uma bolsa no espelho do carro ao viajar

Brilliant Car Cleaning Hacks que os revendedores locais gostariam que você não soubesse

Destaques do blog do analista Zacks: AutoNation, Asbury Automotive, The Buckle, L Brands, Genesco, Haverty Furniture e Ethan Allen Interiors

Destaques do blog do analista Zacks: AutoNation, Asbury Automotive, The Buckle, L Brands, Genesco, Haverty Furniture e Ethan Allen Interiors

Temporada de volta às aulas para aumentar as vendas de roupas: 5 vencedores

As pessoas finalmente começaram a gastar em roupas e acessórios, ajudando ações da Abercrombie & amp Fitch Company (ANF), L Brands, Inc. (LB) e Urban Outfitters, Inc. (URBN).

Onde estão os estoques de valor?

Os setores com a maior porcentagem de jogos de valor são varejo, transporte, tecnologia, conglomerados e materiais básicos.

Victoria’s Secret lança painel de embaixadoras de marcas com foco nas mulheres que inclui Megan Rapinoe e Priyanka Chopra Jonas antes da separação de negócios

Depois de cair em desgraça com muitas clientes mulheres, o VS Collective tem como objetivo & quotconstruir relacionamentos novos e mais profundos & quot; com elas.

Retorno da mãe e do # x27s - Ela comprou a propriedade do vizinho e do # x27s

Depois de tanto drama e muitas visitas da polícia, ela levou a melhor. Quem diria que um pequeno pedaço de papel tem tanto poder?

O futuro da Victoria’s Secret está nas mãos de 13 mulheres

Depois de décadas refletindo a visão dos homens sobre as mulheres, Victoria & # x27s Secret está tentando convencer os compradores de que as mulheres estão liderando o caminho na empresa.

L Brands nomeia uma diretoria de mulheres majoritárias e # x27s na Victoria & # x27s Secret

L Brands nomeou o conselho Victoria & # x27s Secret e disse que uma divisão da divisão para os detentores da L Brands deve ser encerrada em agosto.

Os fundos de hedge continuam apostando na L Brands Inc (LB)

Um número colossal de documentos 13F arquivados na Comissão de Valores Mobiliários dos EUA foi processado pela Insider Monkey para que os investidores individuais possam observar o sentimento geral do fundo de hedge em relação às ações incluídas em suas listas de observação. Esses registros públicos recém-submetidos divulgam as posições patrimoniais dos gestores de dinheiro no final do período de três meses [...]

Victoria & # x27s Secret continua a transformação com o lançamento de novas parcerias para impactar positivamente a vida das mulheres

Victoria & # x27s Secret anunciou hoje a criação de duas novas parcerias à medida que a marca continua sua evolução para inspirar mulheres com produtos, experiências e iniciativas que as defendem e apoiam em sua jornada. As novas parcerias - The VS Collective e The Victoria & # x27s Secret Global Fund for Women & # x27s Cancer - têm como objetivo impactar positivamente a vida das mulheres.

L Brands anuncia a diretoria da Victoria Standalone & # x27s Secret

Conselho Composto por Diretores Excepcionais e Diversos com Experiência e Conhecimento para Supervisionar a Nova Empresa IndependenteCOLUMBUS, Ohio, 16 de junho de 2021 (GLOBE NEWSWIRE) - L Brands, Inc. (NYSE: LB) anunciou hoje a composição do Conselho de Diretores da Victoria's Secret autônoma e de capital aberto que se espera que seja formada por meio da separação da empresa de seus negócios Bath & amp Body Works e Victoria's Secret. Espera-se que o novo Conselho da Victoria’s Secret seja composto por sete diretores

O ex-CEO da L Brands, Les Wexner, vende grandes blocos de ações

Trusts controlados por Les Wexner, ex-chefe da L Brands, e sua esposa, Abigail, venderam $ 326,5 milhões em ações da controladora da Victoria’s Secret e da Bath & amp Body Works.

Signet (SIG) bate nos ganhos do primeiro trimestre, aumenta a orientação do ano fiscal de 22

O desempenho da Signet & # x27s (SIG) no primeiro trimestre reflete o crescimento do comércio eletrônico, bem como de suas marcas, apoiado por esforços de crescimento estratégico eficientes.

Por que as ações da L Brands (LB) podem ser uma ótima escolha

L Brands (LB) teve uma atividade sólida de revisão de estimativas de lucros no mês passado e também pertence a uma indústria forte.

As ações das marcas L parecem ser negociadas lateralmente a partir daqui

Em uma entrevista especial durante o programa Mad Money de quinta-feira & # x27s, Jim Cramer entrou em contato com Matt Boss, Analista de Varejo Sênior do JPMorgan Chase, para obter uma leitura sobre onde o setor de varejo pode seguir depois de acumular grandes ganhos na primavera. Boss estava otimista com L Brands, American Eagle Outfitters e Gap Stores, três retardatários que recentemente voltaram à vida. A linha diária On-Balance-Volume (OBV) mostra uma ligeira tendência de alta no ano passado, mas realmente não acompanhou a ação do preço - esta é uma divergência de baixa.

CEO da Lands ’End: Baby Boomers e Gen X são os principais impulsionadores de nosso negócio

Jerome Griffith, CEO da Lands & # x27 End, junta-se ao Yahoo Finance ao vivo para discutir o último relatório de lucros da empresa & # x27s, as perspectivas para o ano letivo e o que & # x27s próximos para o varejista em meio à pandemia.

As vendas de ações da Victoria’s Secret do bilionário Les Wexner atingem US $ 500 milhões

(Bloomberg) - Leslie Wexner vendeu US $ 327 milhões em ações da L Brands Inc. na semana passada, de acordo com um relatório de segunda-feira, elevando as vendas totais de suas ações no grupo de beleza e vestuário que ele fundou para US $ 500 milhões este ano. Os movimentos vêm semanas depois que Wexner, 85, e sua esposa, Abigail, anunciaram planos de deixar o conselho do varejista com sede em Columbus, Ohio, após a aposentadoria de Wexner como diretor executivo no ano passado. Ele é um entre um número crescente de insiders bilionários que têm vendido

Zumiez (ZUMZ) 1º trimestre de ganhos e vendas principais, vendas comparáveis ​​disparam

Os resultados do primeiro trimestre fiscal de 2021 da Zumiez & # x27s (ZUMZ) refletem sólidos esforços estratégicos. Além disso, a abordagem de um canal da empresa para o varejo é apreciativa.

L Brands (LB) é uma ação de grande valor agora?

Aqui na Zacks, nosso foco está no comprovado sistema Zacks Rank, que enfatiza as estimativas de lucros e revisões de estimativas para encontrar ótimos estoques. No entanto, estamos sempre prestando atenção às últimas tendências de valor, crescimento e impulso para destacar as escolhas fortes.

Virgin Galactic, Bitcoin e Victoria & # x27s Secret News

L Brands (NYSE: LB) publica um forte relatório do primeiro trimestre e se prepara para criar a Victoria & # x27s Secret. Neste episódio de MarketFoolery, Bill Mann com o apresentador Chris Hill analisa essas histórias e compartilha suas idéias sobre o drama Bitcoin da semana e do # x27s. Para começar a investir, confira nosso guia de início rápido para investir em ações.

Children & # x27s Place (PLCE) marchando à frente da indústria: aqui & # x27s por que

O Children & # x27s Place (PLCE) tem feito investimentos para atualizar seus recursos omni-channel como parte de sua estratégia de transformação digital.

The Zacks Analyst Blog Destaques: Gerdau, L Brands, Covestro, Bank of Montreal, PetroChina e Daimler

The Zacks Analyst Blog Destaques: Gerdau, L Brands, Covestro, Bank of Montreal, PetroChina e Daimler

Destaques do blog do analista Zacks: Target, L Brands, KKR & amp Co, CF Industries e Weyerhaeuser

Destaques do blog do analista Zacks: Target, L Brands, KKR & amp Co, CF Industries e Weyerhaeuser

Glancy Prongay e Murray LLP anunciam investigação da L Brands, Inc.

Glancy Prongay & amp Murray LLP (& quotGPM & quot) anuncia sua investigação da L Brands, Inc. (NYSE: LB) em relação à empresa e às possíveis violações de seus diretores e executivos das leis estaduais.

Esses 6 estoques de grande capitalização têm mais espaço para funcionar

A grande reabertura está puxando dinheiro para manufatura, materiais, indústrias, restaurantes, etc., mas algumas ótimas opções continuam subvalorizadas.


Aeronave

Nome do modeloPrimeiro vooNúmero construídoModelo
Huff-Daland TW-5 26Treinador de biplano monomotor
Huff-Daland XB-1 19271Protótipo de bombardeiro biplano bimotor
Keystone PK 18Versão de licença construída do PN Naval Aircraft Factory
Keystone XLB-3 1Protótipo de bombardeiro biplano bimotor
Keystone LB-5 192736Bombardeiro biplano biplano
Keystone LB-6 192718Bombardeiro biplano biplano
Keystone B-3 36Bombardeiro biplano biplano
Keystone B-4 30Bombardeiro biplano biplano
Keystone B-5 30Bombardeiro biplano biplano
Keystone B-6 44Bombardeiro biplano biplano
Keystone K-47 Pathfinder 19272Avião biplano trimotor
Keystone K-55 Pronto 1927Avião biplano de correio monomotor
Keystone-Loening K-85 Air Yacht 19284Barco voador biplano monomotor
Keystone NK 192820Treinador de biplano monomotor
Keystone K-78 Patrician 19293Avião trimotor monoplano
Keystone-Loening K-84 Commuter 1929Barco voador biplano monomotor
Keystone XO-15 19301Protótipo de biplano de observação de motor único
Keystone XOK 19311Hidroavião biplano monomotor
Projeto de bombardeiro Keystone (USAAC XB-908)19320Bombardeiro monoplano bimotor
Keystone-Loening XS2L 19331Barco voador biplano monomotor

Viaduto Keystone

A sudeste da cidade de Meyersdale, na Pensilvânia, há um amálgama de 910 pés de comprimento de uma ponte de treliça e um viaduto de viga folheado, apelidado de Viaduto Keystone. [1] Este marco ferroviário suavemente curvo, construído em 1911, (junto com sua estrutura irmã, a Viaduto de Salisbury) foi programado para ser demolido por ordem da Lei de Obstruções de Água da Pensilvânia como parte das negociações entre a Western Maryland Railway e a Western Pennsylvania Conservancy (WPC) começando em junho de 1975. [2] Felizmente, este negócio foi anulado quando o WPC se recusou a comprar toda a ferrovia com direito de passagem, adquirindo apenas 26 milhas através do Parque Estadual Ohiopyle. [3]

No início de 1990, quando Somerset County tentou adquirir o restante do direito de passagem de Western Maryland da CSX, eles tinham preocupações de responsabilidade semelhantes sobre o Viaduto de Keystone do que sobre o Viaduto de Salisbury, e o condado não comprou o viaduto Keystone com o resto da Western Maryland Railway abandonado. [4] Em 1991, Somerset County Commissioner Dave Mankamyer foi capaz de convencer os outros comissários a eventualmente comprarem as 41 milhas da faixa de domínio com as estruturas ao longo da faixa de domínio adquiridas separadamente. [5]

Em setembro de 1995, como os planos para o Viaduto Keystone estavam sendo discutidos entre os Somerset County Rails-to-Trails Association (SCRTA) e o Departamento de Transporte da Pensilvânia (PennDOT), a Comissão de Utilidade Pública da Pensilvânia (PUC) realizaram uma audiência para decidir se o Viaduto Keystone deveria ser demolido para remover os pilares de apoio que obstruíam a Glade City Road. [6] Coordenador de trilha do condado de Somerset Brett Hollern, que supervisionou a reabilitação do Viaduto Keystone e outras estruturas precárias, como o Grande Túnel Selvagem, participou de muitas audiências da PUC entre 1995 e o início do projeto em 2002:

“Havia sete cruzamentos específicos da prioridade de passagem de Western Maryland que estamos em disputa com a Comissão de Serviços Públicos da Pensilvânia ali. Todas essas travessias tiveram que ser resolvidas antes que pudéssemos gastar qualquer parte do dinheiro federal que tínhamos esperando para ser gasto. E essas eram travessias que eram principalmente travessias aéreas. O viaduto Keystone era uma das travessias em ordem. E, basicamente, o que tinha que acontecer era que todas as partes que estavam à mesa neste caso da PUC tinham que chegar a um acordo sobre como essas travessias seriam abolidas, fosse a remoção de pontes, a reabilitação de pontes, e todos meio que tinham sua própria participação separada nisso…. PennDOT foi um jogador, o Departamento de Conservação e Recursos Naturais, CSX porque cruzamos a ferrovia CSX ativa [e Summit Township e a Comissão do Museu Histórico da Pensilvânia também estiveram envolvidos]. ” [7]

Foi feito um acordo para ajustar os cais na Glade City Road para permitir mais espaço para o fluxo de tráfego, evitando que o Viaduto Keystone seja desmontado. Como PennDOT estava supervisionando o projeto, modificações tiveram que ser feitas no Viaduto Keystone para que eles concluíssem o projeto. Hollern teve que se certificar de que a reabilitação do Viaduto Keystone atendia aos requisitos PennDOT e PUC:

“Então, como parte disso, PennDOT, o PUC - PennDOT disse:“ Bem, você tem que endireitar nossa estrada se você vai fazer esta ponte. Você tem que tirar um ou ambos os cais. ” E, o desafio era porque a estrutura era curva, tinha uma ligeira curvatura, que as vigas que iam substituí-la tinham que imitar essa curva. E então, eu acho que tivemos que ir com, tipo, COR-TEN Weathering Steel para que combinasse e não parecesse fora do lugar e ficaria assim & # 8217s como a estrutura sempre parecia. ” [8]

A reabilitação do Viaduto Keystone, após anos de negociação com a PUC, finalmente começou em 7 de outubro de 2002. [9] No entanto, como ex-presidente da Allegheny Trail Alliance Linda McKenna Boxx lembra, ter PennDOT liderando o projeto significou que os construtores da trilha perderam um argumento importante sobre como o viaduto seria reconstruído:

“Acho que os vãos tinham cerca de 25 metros cada. E então, você criou este vão de 240 pés de largura agora, onde antes estava, você sabe, qualquer que fosse a distância entre dois pilares deslocados. E, com Ed Deaton e Dick Sprenkle do DCNR - estávamos discutindo com PennDOT que não precisávamos remover três vãos, que um cais e dois vãos fariam isso, e discutimos com eles por provavelmente um bom ano até que finalmente desistiu da discussão e foi com os dois pilares, três vãos, porque eles não iam ceder. ” [10]

Para coincidir com a oxidação inevitável do Viaduto Keystone, os construtores de trilhas decidiram pensar à frente da curva, tingindo o piso de concreto com um tom avermelhado. A cor foi baseada na rocha de lastro nos trilhos do CSX sob o viaduto, com o óxido de ferro usado para tingir o concreto retirado de uma mina em Lowber, Pensilvânia. Quase 2.000 toneladas de óxido de ferro foram recuperadas em um esforço para limpar e reciclar a oxidação de ferro prejudicial em Sewickley Creek. O trabalho de recuperação foi assumido pela Iron Oxide Recovery Incorporated, uma divisão da Hendin Environmental para cultivar e processar os materiais para a Hoover Color Corporation na Virgínia, que refina e purifica ainda mais o óxido. Cerca de 336 metros de concreto colorido foram despejados como decks no verão de 2003, com o concreto ainda mantendo seu tom avermelhado até hoje, um humilde lembrete da história da mineração no oeste da Pensilvânia e das consequências sempre presentes no ambiente natural circundante da Pensilvânia.

O Viaduto Keystone foi reabilitado e concluído em setembro de 2003, mas a obra não parou por aí. Em 2009, seis anos após sua conclusão oficial, o viaduto teve que ser elevado a aproximadamente 18 polegadas para que os trens CSX de pilha dupla pudessem passar por baixo dele. [11] O National Gateway Project da CSX, uma iniciativa para melhorar o transporte de carga e minimizar o tempo que leva para entregar por contêineres de empilhamento duplo em cada carro, exigiu o ajuste da infraestrutura em todo o país & # 8211 incluindo o Viaduto Keystone e um túnel através o Chifre Pinkerton (próximo ao Túnel Pinkerton do GAP). [12] Os ajustes demoraram alguns meses e, além de pagar os custos de construção, a CSX pagou $ 25.000 ao GAP (que foi usado para financiar o acesso à trilha Garrett). [13]

Após anos de incerteza, o Viaduto Keystone foi reaproveitado em uma estrutura digna de trilha, proporcionando vistas panorâmicas do campo nos arredores de Meyersdale. Dos restos dos ossos abandonados de uma ferrovia veio a oportunidade de forjar um novo futuro para recreação e bem-estar no Condado de Somerset.


Especificações e histórico do motor ISC 8.3

Motor Cummins ISC 8.3 L, originalmente colocado em produção: 1998. Imagem Courtsey of Cummins® Inc.

Se você se lembrar de 1998, poderá pensar no escândalo de Monica Lewinsky / Bill Clinton, Gênio Indomável vencendo o Oscar de melhor filme ou Denver Broncos vencendo o Super Bowl. Foi também o ano em que a Cummins começou a fabricar seu sempre versátil motor ISC de 8,3 litros.

Com base no motor mecânico da série 8.3 C anterior, introduzido pela primeira vez em 1985, ele foi projetado para melhorar o desempenho ao lidar com cargas mais pesadas e rampas mais íngremes e entregou até 400 cavalos de potência e 1.075 libras de torque. Perfeito para veículos como caminhões de bombeiros, caminhões de lixo, bem como geradores e equipamentos pesados. É aclamado com mais força no mercado de autocaravanas, onde é considerado lendário.

Também conhecida como "Série C", a Cummins decidiu projetar um motor que obtivesse cada grama de desempenho e confiabilidade do motor. Com o passar do tempo, melhorias foram constantemente implementadas para dar ao ISC “excelente dirigibilidade” com recursos superiores de 'respiração', juntamente com uma recirculação de gases de escape resfriados, que não apenas traz mais milhas por galão, mas também reduz as emissões ao diminuir as temperaturas de combustão.

Tubrocharger atualizado

Usando sua geometria variável (o Holset VG Turbo) e o sistema de combustível de alta pressão Common Rail (HPRC) maximizou a resposta do motor e minimizou os gastos com manutenção.

A Holset Engineering Company é uma empresa britânica que fabrica turboalimentadores predominantemente para diesel e aplicações pesadas e a Cummins comprou a empresa em 1973, tornando-a uma marca mundial. Embora a Cummins tenha mudado o nome da empresa para Cummins Turbo Technologies em 2006, eles mantiveram a Holset como uma marca, pois é sinônimo de turboalimentadores em todo o mundo.

O VG turbo torna possível usar a frenagem do escapamento sem a necessidade de qualquer hardware extra, ao mesmo tempo que elimina a manutenção do freio no escapamento. É ativado usando o interruptor de freio no compartimento do motorista, ajudando o veículo a parar e reduzindo o desgaste dos freios de serviço.

Mudar para o Sistema de Combustível Common Rail

O sistema Common Rail de alta pressão é um sistema de injeção de combustível altamente eficiente, essencial para a operação limpa de um motor a diesel. Também melhora a regulação da pressão do combustível e do tempo de injeção. It works by the pump applying high pressure to the fuel which is stored in the Common Rail, then injected into the engine.

They integrated their advanced electronic controls, improved their high-pressure fuel system, upped the performance of their combustion technology and with ecology concerns growing, gave the engine the capability of greater exhaust after treatment.

Older style mechanical 6CT 8.3 L Engine

Noteable Improvements Over Older 8.3L Mechanical Engines

Nothing was overlooked, and if it could be improved, it was.

  • Replaceable mid-stop cylinder liners made rebuilds easier and gave the engine a longer life.
  • Directed Piston Cooling lowered the temperatures which also extended the lifespan.
  • A crankcase breather which eliminates nearly all oil carry over.
  • A combination full-flow bypass lube oil filter which improves filtration, therefore, giving components a longer life.
  • A high-efficiency lube cooler which lowers the oil temperature but also enhances lubrication.
  • Roller camshaft followers that extend the life of the camshaft and are similar in design to ISX and ISM Heavy-Duty engines

ISC 8.3 L Emission Abatement Technology

Other technologies were added such as the Diesel Oxidation Catalyst (DOC).

The DOC works by oxidizing the carbon monoxide, gas phase hydrocarbons, and particulate matter to carbon dioxide and water, therefore removing the majority of the polluting elements given off by diesel. The DOC works alongside the Selective Catalytic Reduction and the Diesel Particulate Filter systems. The SCR converts the nitro oxide into nitrogen and water. The DPF removes the soot or particulate matter from the gas of the exhaust. It does this by adjusting the fuel injection which increases the exhaust temperature causing the soot to burn off, while simultaneously regenerating the filter.

Today, the ISC comes with the Cummins 18.7-cfm air compressor as standard. Other features include sensors that alert the driver of any fuel contamination such as water, that left undetected, could lead to problems with performance and durability.

The ISC accelerator is controlled by ECM and has two types of accelerator governors. The Automotive Governor and the Variable Speed Governor.

ISC Maintenance Schedule:

The big engineering feat of the Cummins ISC 8.3 L was the ability to over-lubricate the engine and reduce the possibility of thrown rods or spun bearings. The frequency of oil changes was examined and then designed to dramatically reduce them to, on average, once every 15,000 miles.

  • Oil Filter 15,000 Miles, 500 Hours, or 6 Months
  • Fuel Filter 15,000 Miles, 500 Hours, or 6 Months
  • Valve Adjustment 150,000 Miles, 5000 Hours, or 4 Years

Maintenance of an engine is key to its durability and reliability and Cummins have ensured that this essential task is not left to chance with their Maintenance Monitor. When set up it will advise the driver as to when maintenance tasks need to be carried out, such as oil drains, filter changes etc. During set up, you need to tell the Monitor essential information like oil grade, type of Turbocharger and Sulfur Content of the fuel. When carrying out maintenance work Cummins strongly recommend using only products that meet their standards of quality.

ECM and Engine Protection Software

The engine is also equipped with an Electronic Diagnostic system. Unlike the smaller 5.9 L or the 4BT Engine, the ISC is electronically controlled. It’s a very powerful piece of equipment which monitors all of the electrical components in the vehicle by constantly seeking information. It then analyses the data to identify any possible causes of engine failure. Once found the driver is alerted by the way of a warning light. If a Road Relay, which is an onboard monitoring system that provides the driver with trip information such as miles per gallon and engine fault details, is used in tandem, the alert will be given via the visual display in the cab. If the problem identified is severe the engine may limit speed or reduce power output in order to minimize any potential damage. The diagnostic system also acts as a powerful troubleshooting tool, logging fault codes and other key pieces of data each time a failure event occurs. Using this information, problems are quickly spotted, and repairs can be completed in much less time and with greater efficiency.

The computer controlled Cummins ISC 8.3 L ECM

The Cummins ISC engine is also protected by the engine protector systems which monitors critical engine parameters to safeguard against progressive damage. As well as automatically taking action to reduce any potential damage it can also be set to carry out an engine shut down. Unable to be overridden the engine is constantly monitored and protected. The protection system will prevent overheating, over-revving, over-shifting or lack of lubrication. Full-Authority Electronic Controls is also a feature - where a higher microprocessor capacity enables speed for optimum control of the engine and after treatment.

Another excellent innovation with the ISC Gear Down Protection. Whilst limiting the speeds when in lower gears, the system maximizes the time in the top gears, meaning better fuel economy and durability. It carries out this task without reducing the engine’s performance.

Also enhancing fuel economy is the Idle Down feature. Using the Cruise Control switches, it gives the driver the ability to control idle speed. This also reduces cab noise and vibration.

There are three settings to choose from, depending on the type of journey that is to be undertaken.

Gear Down Shift Protection – Best use is for long journeys that involve a lot of highway driving.

Heavy Load Vehicle Protection – Used to set the top speed for the gear below the top gear when carrying a heavy load.

Light Load Vehicle Protection – Again to set the speed for the gear below top gear but for when carrying a light load.

The speed range for both vehicle protection options is between 30 – 130 MPH. Configuration is defined properly to get maximum effect with the PowersSpec Auto Calculate feature.

Feature/Parameter Range Default Options:

Gear Down Vehicle Protection Inputs - This option is a simple enable or disable emphasis

Heavy Load Vehicle Inputs – Default speed variable are set at 30 – 120 mph

Light Load Vehicle Inputs – Default speed variables are set 30 – 120 mph

PowerSpec Auto Calculate – Simple enable or disable feature available

Operational data can also be recorded using the Trip Information Monitor. Two types of data are recorded. On-going Data and Short-Trip Data. The data can be helpful in many ways including giving an understanding as to how the vehicle is being used, diagnosing performance issues, helping with fuel economy and how to operate the vehicle with greater efficiency.

Ongoing ECM Tabulations Include:

Engine Millage – Readout of total miles and/or hours logged with the ISC since the ECM was enabled.

Fuel Consumption at Idle Speed – Cumulative total fuel consumed while the engine has been at idle as recorded by the ECM.

Fuel Consumption – The cumulative fuel consumption used and noted by the on-board ECM.

Highest Speed Hours Logged – This figure records the total time the engine has reached the maximum speed and consequently stayed at max speed.

Overall Cruise Control Hours – Entire time as logged by the on-board computer where the engine is set on cruise control.

Hours Logged at Idle Speed – Number of hours logged by the ECU while the ISC has been at an idle speed. Does not include fixed governor RPMs for genset or pump applications.

Power Take Off Fuel Consumed– The total amount of fuel used by the power take off since the ECU started recording PTO usage.

Power Take Off Usage – The total Power Take Off engagement as logged by the ECM of the engine.

Highest and Lowest Load – Time logged by the onboard ECM of the percentage of load carried and/or supported by the engine.

Time Spent in Highest Gear – Maximum time spent in the top gear as recorded by the on-board computer system.

Engagement of Engine Shutdown Systems – Total number of hours as logged by the on-board computer where the engine’s protective systems were engaged. Triggers include excessive temperature, low oil pressure, EGR issues and over-revving. Often known as the "engine abuse report".

Short Trip ECM Data Includes:

Maximum Speed Reached – The highest recorded vehicle speed obtained before the calculation was last reset.

Miles Travelled – Miles accumulated since the calculation was manually reset by the driver.

Fuel Millage – Simple calculation of average miles per gallon before calculation was last reset.

Time Spent in Highest Gear – Total number of miles accumulated in the top gear of the transmission since the last time the figure was reset by the driver.

Time Jake Brake Was Engaged – Total time the emergency jake brake was used during the duration of the last trip before being reset by the driver.

Time Coolant Fans Were Engaged – The total number of hours the main fan had to be engaged due to excessive internal heat, exhaust overheating or overuse of the jake brake.

Time Air Conditioning Fan Was Engaged – The total accumulated time the main fan has run due to the air conditioning being turned on by the driver.

ISC Vehicle Application Modification

Cummins 6CT, ISC and later ISL models are all very popular in motorhome applications

The final feature we are going to talk about today is Vehicle Set Up. There are several ways this can be done, using different features and parameters, and once completed it is unusual to have to change them. Some of the options include

Select Transmission Configuration – Very important selection between manual and automatic transmission setup.

Step Down One Gear Down Ratio – Select proper configuration for the standard ration between the next highest given gear in the transmission.

Choose Transmission Top Gear Ratio – A selection that clearly defines the top gear ratio for the automatic or manual transmission for the selected vehicle. transmission.

Ratio for Real Axel – Option to define the gear ratio for all one (single speed) axel configurations for the ISC.

Define Tail Shaft Teeth Engaged – An option to select how many tail shaft teeth are engaged with the transmission.

Define Tire Revolutions Per Trip – Option to configure the overall number of tire revolutions per mile given a certain tire size and tread.

Vehicle Cruise Control Configuration – This feature enables the customization of the cruise control settings. Selections include set and accelerate, coast, hold and brake or none.

Limited Engine Speed – This particular feature acts as a governor to limit the maximum speed of the engine or to set a standard RPM for continuous rated use mostly for pumps, gensets and other industrial applications.

Governor or Vehicle Speed Sensor – Choose between no restricted governor, variable governor, magnetic or data linkage selections. There is also an input for a manual input sensor on the ISC 8.3 L engine.

Powertrain Safeguard – This measure is used to protect the engine and transmission in respect to torque output and gear ratio settings.

Powertrain Torque Safeguards – Protecting the powertrain against additional strain and over-torque is crucial. This option defines the minimum and maximum torque values to protect the powertrain.

There are many other features and little nuggets of genius integrated into the ISC 8.3 L but to discuss them all would turn this article into a novel. The later successors the ISL and L9 models were not nearly as popular as the ISC and thusly you will still theses engines humming down the road in many weekend warrior RVs. We will be discussing further articles on Cummins engines and hope that you will be back soon to read them.

Cummins ISC 8.3 Specs

Engine Data

Give us a call today at 844-340-4114 for immediate sales and support for the Cummins 4BT, Cummins 6BT / 6CT or CAT 3306. If you have any questions check out our FAQ Page. We are always ready to help or just listen to your crazy off-roading adventures!


What are the Biggest Firecrackers That are Legal in the USA?

We’ve all heard of cherry bombs, and the legendary M-80. But the real question is “where can you find these items?” The short answer is, unless you have a federal explosives license, you can’t. Both of these products (and anything similar) were restricted by the United States Consumer Product Safety Commission in 1966. The main difference between these products and today’s consumer firecrackers is the amount of explosive composition used to make them. Before they were restricted, the amount of powder allowed per product was 200mg. Today, the maximum amount of explosive composition for firecrackers stands at 50mg. There are many different types of legal firecrackers that provide plenty of bang for your buck. Our favorites are our Keystone Fireworks M-100 Silver Salutes and our Mini Cannon crackers. You can view our entire collection of firecrackers here.


Assista o vídeo: Bunkhouse RV Unlike the Rest! - 2021 Keystone Outback 291UBH (Pode 2022).