Em formação

Caixa Cosmética de Kemeni



As melhores caixas de assinatura de beleza que permitem que você experimente antes de comprar

Não existe muita maquiagem (certo?), Mas a verdade é que os produtos podem ser caros. Com tantas marcas de cosméticos, produtos para a pele e produtos para o cabelo à sua escolha, é difícil decifrar quais valem seu dinheiro. Felizmente, os serviços de assinatura apresentam uma solução que é econômica e superdivertida e são uma maneira fácil de experimentar todos os produtos mais populares em sua lista de desejos de beleza sem gastar muito dinheiro.

Descubra marcas emergentes e produtos testados e comprovados, inscrevendo-se nas melhores caixas de assinatura mensal de beleza. Pronto para se inscrever? Continue lendo para encontrar a melhor caixa para você!

Indiscutivelmente o mais reconhecível & mdash e definitivamente entre as caixas de assinatura de beleza mais cobiçadas lá fora & mdash Birchbox foi feito para mulheres (e homens!) Para testar seus produtos preferidos antes da compra maior.

Cada caixa apresenta cinco produtos em tamanho de teste adaptados aos seus interesses, incluindo amostras de clássicos de culto e marcas emergentes. A Birchbox oferece consistentemente uma ampla gama de produtos personalizados em categorias que incluem maquiagem, cabelo, cuidados com a pele e fragrâncias.

O que é ótimo nessa compra é que a Birchbox tem seus próprios pontos de recompensa. Reveja todas as cinco amostras de Pontos Birchbox, e assim que atingir o grande 5-0, você receberá $ 5 adicionais para gastar na loja Birchbox. Você pode comprar Birchbox diretamente para seus favoritos de tamanho normal depois de se apaixonar pelas amostras a cada mês.

Birchbox também possui uma caixa de tosa para homens, então esta é uma ótima opção para os caras da sua vida também!

Uma caixa de assinatura de beleza que vale bem seu dinheiro, a Glossybox se orgulha de sua curadoria mensal de produtos. Cinco produtos essenciais de maquiagem e cuidados com a pele aprovados por especialistas provenientes de todo o mundo são entregues na sua porta, embrulhados em uma caixa de lembrança que com certeza terá tanto uso quanto cada produto individual.

Cada caixa é avaliada em mais de cinco vezes o custo, e você pode esperar ver pelo menos três produtos em tamanho real a cada mês.

$ 49,99 para assinatura sazonal

Este não é o seu pacote mensal médio com algumas amostras de cosméticos para experimentar. Considere FabFitFun um grande presente sazonal que apresenta uma mistura de produtos de beleza, fitness, moda, bem-estar e casa para ajudá-lo a se sentir bem de dentro para fora.

FabFitFun regularmente apresenta vendas para membros, de add-ons de caixa a ofertas exclusivas de parceiros de marca, para que você possa maximizar o seu status de assinatura!

As caixas de assinatura de beleza podem se tornar caras dependendo da quantidade, marcas e tamanho das amostras. Mas com o serviço de entrega da Dermstore, você está obtendo sua correção de beleza por um preço acessível.

Concentrando-se fortemente em produtos para a pele e cabelo, cada caixa é avaliada em mais de US $ 100 e está repleta de produtos de tamanho completo e de viagem de marcas como NuFACE, Ouidad, Phytomer e muito mais.

Disponível para homens e mulheres, ScentBird é uma caixa de assinatura de beleza que tem tudo a ver com fragrâncias. Perfeito para o colecionador de perfumes, o Scentbird lhe dá a oportunidade de testar aromas de designers antes de comprar um frasco cheio. Cada suprimento mensal de perfume é combinado com uma caixa elegante e reutilizável que você pode jogar em sua sacola.

Crie uma conta no site da marca e faça um teste para combinar com seu melhor perfume, e certifique-se de avaliar cada amostra diretamente no site para determinar qual lote você experimentará em seguida.

É ideal para novatos em beleza que tentam identificar seu perfume característico ou para fãs de fragrâncias experientes que querem evitar gastar uma fortuna.

Esta caixa de assinatura mensal de beleza é feita sob medida para mulheres negras e seu preço é incrível. Além disso, cada caixa é inteiramente exclusiva para você: tudo o que você precisa fazer é responder a este breve questionário de beleza, e os mestres da BlakBox criarão uma caixa personalizada para sua pele melanizada.

Cada caixa chega na terceira semana de cada mês e espere ficar impressionada, porque cada uma é preenchida com até US $ 125 em produtos de tamanho normal e de luxo em tamanho de amostra.

a partir de $ 41,95 por caixa bimestral

O nome desta escolha realmente diz tudo. Esta caixa de assinatura bimestral de beleza apresenta uma coleção temática sazonal de produtos de tamanho normal de algumas das melhores marcas de beleza totalmente naturais do mercado, tudo por uma fração do preço de varejo.

Cada caixa contém aproximadamente US $ 150 em produtos de beleza limpos, para que você possa atualizar toda a sua rotina sem gastar muito em sua conta bancária.

Se você gosta de beleza limpa e sem crueldade, então você definitivamente precisa desta caixa. Esta caixa de assinatura de beleza ética seleciona sua seleção para incluir quatro produtos amigáveis ​​aos animais, não tóxicos e à base de plantas que você pode se sentir bem ao usar, tudo por US $ 15.

Bônus: Você recebe um voucher de $ 4 com cada caixa para reabastecer em alguns de seus favoritos.

Não se deixe enganar pelo preço abaixo de US $ 20: esta caixa de assinatura de beleza está cheia de guloseimas de marcas de luxo como Elemis, Molton Brown, Josh Wood Color e muito mais. Cada caixa vem com seis produtos de tamanho normal que farão você se sentir no máximo. Além disso, você pode comprar caixas anteriores e conjuntos de edição limitada para realmente obter um retorno sobre o seu investimento.

OK, então esta caixa de assinatura de beleza pode ser mais cara do que as outras nesta lista, mas acredite em nós: vale cada centavo. A caixa de desintoxicação é inundada com pelo menos $ 90 em produtos favoritos de beleza verde e limpa (pense em Indie Lee, Naturopathica e mais!) De uma ou mais marcas para você testar.

É fortemente curado para trazer apenas os produtos de beleza & ldquoholy graal & rdquo, então espere algumas das maiores ofertas de luxo verde & rsquos sem quebrar $ 100.

Para a conhecedora de K-beauty, cujo ritual semanal de cuidados com a pele apresenta máscaras de lençóis aos montes, esta caixa de assinatura de beleza foi feita para você.

Escolha entre duas opções mensais: o plano Lux, com sete folhas de máscara, ou o Lux Plus, com 10 a 12 itens que inclui um mix de folhas de máscara e produtos para a pele. Em cima do muro? Comece com o plano de máscara de folha 4-Ever básico que vem com quatro itens por menos de $ 10.

Cada caixa é selecionada e enviada da ensolarada Califórnia e montada por uma equipe de entusiastas de máscaras de folha que apresentam as melhores máscaras do mercado por um preço incrivelmente baixo.


História da Cosmética Americana

A história dos cosméticos é fascinante, pois os padrões de beleza mudaram significativamente nos últimos séculos. Na verdade, não era incomum que os cavalheiros da classe alta usassem maquiagem ou perucas.

Cosméticos, estilos de cabelo e roupas dos primeiros anos da América agora parecem antiquados e engraçados - mas talvez seja assim que nossos descendentes verão os cosméticos do século 21 algum dia!

Cosméticos americanos do século 17

Alguns homens nativos americanos pintaram seus corpos para decoração. Um chefe podia passar oito horas se pintando, e os nativos americanos usavam gordura animal (que lhes dava um cheiro pungente) sob as tintas para proteger a pele do frio e dos insetos.

Em 1651, muitos colonos americanos de classe alta ficaram irritados porque alguns servos contratados começaram a usar cosméticos exatamente como os proprietários de terras. O Tribunal Geral de Massachusets publicou uma lista exclusiva que proibia os servos de terem todas as “marcas” do cavalheiro ou mulher, como pó de cabelo, ruge e perfume.

Já em 1636, o Harvard College estabeleceu uma proibição imposta por multas que proibiam os alunos "de usar Long Haire, Locks, Foretops, Curlings, Crispings and Partings ou Powdering of ye Haire."

Muitos cosméticos caseiros foram usados, como o remédio de uma cobertura de bacon no rosto de uma pessoa que dorme para amaciar a pele e afastar as rugas.

Cascas de ovos foram moídas com água de banheiro para fazer um pó facial aceitável.

Os lábios ficaram avermelhados pela sucção de limões.

Uma peruca feminina era confeccionada com uma armação de arame de pelo menos trinta centímetros de altura, coberta com tecido e, em seguida, o cabelo era empilhado e enrolado sobre ela. Pó perfumado foi espalhado por cima.

Os homens usavam grandes perucas com cabelos cacheados que chegavam aos ombros, o que os fazia parecer leões desgrenhados.

Outros cosméticos americanos do século 17 eram frascos de peito em que flores frescas e água eram colocadas, máscaras, adesivos e loções para a pele.

Cosméticos americanos do século 18

Um cavalheiro americano do século 18 geralmente possuía uma caixa de toucador que continha seus estojos de navalha, tesouras, pentes, ferros de engomar, frascos de óleo e perfume, esponja de pó, escova e sabão. Pela manhã, após a barba, aplicou-se rouge e talco.

Os homens usavam pedaços de seda com goma, chamados de patches, em seus rostos para cobrir manchas, mas também como decoração. Alguns patches tinham vários designs, como estrelas, animais ou navios. Em certo período, uma pessoa indicou sua lealdade política pelo lado em que usava seus patches - ele era um conservador se os usasse à direita e um whig se os usasse à esquerda.

A maioria dos cavalheiros tinha um quarto especial em suas casas, chamado de armário de pó. Aqui, as perucas podem ser pulverizadas. O pó pode ser marrom claro, azul, rosa acinzentado, violeta ou branco.

Até os soldados usaram perucas ao longo do século XVIII. Um quilo de farinha foi distribuído para cada soldado com o propósito de polvilhar sua peruca.

Naquela época, as perucas e penteados femininos eram tão elaborados que não eram arrumados mais do que três a nove semanas no verão, e um período mais longo decorria no inverno. O cabelo nunca foi penteado ou tocado nos intervalos. O veneno era aplicado na cabeça diariamente para controlar os vermes, mas às vezes sem sucesso.

A maioria das senhoras americanas do século 18 tinha estojos que continham cremes gelados, alvejantes de frutas cítricas, tinturas de cabelo, cabelos falsos, sombra para os olhos feita de negro de luz ou kohl, loções e óleos. Garrafas de água também foram colocadas no cabelo para manter as flores frescas.

Para proteger a pele de uma senhora do sol, uma máscara de veludo ou cetim foi usada ou grandes leques feitos de renda, concha, marfim ou penas foram usados.

Algumas senhoras retiravam-se à noite com luvas de couro vestidas com amêndoas e espermacete para amaciar e branquear as mãos.

Os médicos da época frequentemente carregavam bengalas que, batendo no chão, liberavam um pouco de desinfetante perfumado através de uma tampa perfurada no topo da bengala. Isso deveria proteger o médico de doenças.

Cosméticos americanos do século 19

Na América durante o século 19, o uso de cosméticos diminuiu. Os idosos os usavam para esconder as marcas da idade. Foi usado mais sabão do que cremes. Uma combinação de terra, água de rosas e leite de coco tornou-se uma popular loção para as mãos.

Os homens decidiram que os cosméticos eram efeminados e eliminaram todos os cosméticos, exceto para penteados. Para isso, os homens ricos usaram óleo de macassar perfumado e os pioneiros usaram a graxa de urso disponível.

Durante a Guerra Civil, os aproveitadores do norte começaram o hábito caro de polvilhar seus cabelos com pó de ouro e prata.

Em 1866, descobriu-se que o óxido de zinco poderia fornecer uma excelente base para pó facial. Era seguro, conservava sua cor e era barato.

Entre 1880 e 1900, apenas um mínimo de cosméticos estava na moda. A marca de uma verdadeira dama era sua aparência natural e intocada.

Cosméticos americanos do século 20 até o presente

Em 1906, Charles Nessler, um alemão que vivia em Londres, anunciou sua onda “permanente”. Demorou de oito a doze horas e custou US $ 1.000. Durante o primeiro ano, apenas dezoito mulheres ousaram ter um. Danificar o cabelo com o calor já era conhecido como algo a evitar para um cabelo saudável.

Mais inovações surgiram, como batons em tubos ovais, caixas em pó de ouro e prata chamadas de “compactos”, lápis de sobrancelha, pacotes faciais feitos de lama perfumada, sombra para os olhos e laca para unhas e cabelos. Apesar dessa inovação, muitas pessoas procuram remédios naturais e receitas antiquadas para obter os melhores conselhos de beleza.

Os cosméticos se tornaram uma grande indústria durante a Primeira Guerra Mundial.

No final dos anos 1960, foi iniciada uma campanha para atrair os homens a comprar mais e mais loções e outros cosméticos. As preparações de beleza masculina incluíam um creme pós-barba que afirmava ter propriedades anti-rugas, xampus, espuma de banho, colônias, desodorantes, hidratantes, restaurador de tintura para cabelo, spray de cabelo e loções meteorológicas.

Para captar mais dólares do mercado masculino, várias empresas agora oferecem produtos para tratamentos faciais e de pele, cuidados para as mãos e coloração de cabelo.

O homem do século 20 tornou-se cada vez mais parecido com o seu homólogo do século XVIII. Em breve faremos o mesmo comentário de Zenão (um grego que viveu por volta de 350 a.C.) ao encontrar um homem perfumado: "Quem é este que cheira a mulher?"

Surpreendentemente, as pessoas costumavam pensar que os traços físicos costumavam significar a sua personalidade! Veja uma visão antiquada de como a aparência determina sua personalidade.

Maquiagem, penteados e conceitos de beleza são apenas alguns dos muitos elementos mutantes da cultura americana! Veja o quanto as expectativas para as crianças mudaram desde os bons e velhos tempos!


As melhores caixas de assinatura mensal de todos os tempos

1. ipsy

Por que ele é um dos melhores: Gosta de marcas como tarte, MAC, Make Up For Ever e mais? Se sim, então você deve se inscrever no Ipsy.

Esta assinatura mensal de beleza foi lançada em 2012 e tem consistentemente entregue um valor incrível (cerca de US $ 50) em produtos de beleza desde então. Popular e acessível, nossos leitores coroaram a Ipsy como uma de suas assinaturas de beleza favoritas por vários anos consecutivos. A cada mês, você receberá cinco produtos de maquiagem, cuidados com a pele, cabelo e beleza em tamanho normal e / ou de luxo, todos entregues em uma bolsa de maquiagem tão fofa que você pode ficar tentado a usá-la como uma bolsa.

Você fará um teste ao se inscrever para que suas entregas estejam de acordo com seus gostos e preferências, mas sua caixa será uma surpresa. Além disso, você pode avaliar todos os itens que recebe, para que seus produtos se tornem mais personalizados com o tempo.

2. Postagem sob medida

Por que ele é um dos melhores: Bespoke Post descreve a si mesmo como caixas para pessoas & # 8220 que se importam & # 8221 e nós não poderíamos & # 8217t concordar mais.

Lançado em 2011, Bespoke Post é um serviço de caixa de assinatura mensal masculina de alta qualidade que oferece a você um "mini upgrade de estilo de vida" em cada caixa. A cada mês, eles selecionam habilmente várias novas caixas em torno de um tema. O tema do mês passado foi & # 8220Off-Duty & # 8221 e a caixa incluía uma camiseta supermacia de manga comprida da Bread & amp Boxers Melange Long Sleeve Crew Neck (com um valor de varejo de $ 34,95) e calças de moletom 100% orgânicas confortáveis da Bread & amp Boxers avaliada em US $ 59,95. Outro tema do Bespoke Post? A caixa & # 8220Kempt & # 8221, voltada para a preparação. Incluía shampoo, condicionador e até máscara de lama.

A assinatura também oferece suporte à personalização. Os assinantes podem selecionar o que desejam nas caixas novas ou anteriores - ou pular esse mês. Pense no Bespoke Post como uma forma de atualizar um aspecto de sua vida a cada mês. O valor também é consistentemente mais alto do que o custo da caixa.

Custo: $ 45 por mês. Assine aqui.

CUPOM: Use o código VICIADO 25 com 25% de desconto na primeira caixa.

3. Barkbox

Por que ele é um dos melhores: Até os animais de estimação adoram um bom dia de correspondência, o que pode ser a razão pela qual o BarkBox é um serviço de caixa de assinatura mensal favorito do leitor para cães.

Enquanto você desfruta de sua caixa de assinatura mais recente, seu cão pode estar se divertindo com algumas surpresas próprias. Em cada caixa de alta qualidade, seu filhote receberá dois sacos de guloseimas totalmente naturais feitas nos EUA ou Canadá, dois brinquedos inovadores e uma mastigação, todos inspirados por um novo tema mensal peculiar. As coleções anteriores foram baseadas em temas como "Dia de Ação de Cachorro", "Amendoim" e "Lick or Treat. & # 8221

Há até mesmo uma opção & # 8220super mastigador & # 8221 para cães que parecem destruir todos os brinquedos com os quais entram em contato ou não se cansam de cabo de guerra (parece ruff). Os preços começam em $ 23 a caixa para um plano de 12 meses e incluem frete grátis dentro dos 48 Estados Unidos contíguos. Cada caixa está avaliada em mais de $ 40.

CUPOM: Ganhe um mês extra grátis ao se inscrever para uma assinatura de 6 ou 12 meses. Nenhum cupom necessário - basta usar este link.

4. Allure Beauty Box

Por que ele é um dos melhores: Fascinação leitores de revistas, alegrem-se! Há uma caixa que traz as páginas da publicação de beleza amada à vida.

Se folhear a última edição de Fascinação não é o suficiente para obter sua maquiagem, cuidados com o cabelo e cuidados com a pele, é hora de se inscrever no Allure Beauty Box, uma caixa de assinatura mensal criada por especialistas e editores em Fascinação. A cada mês, os assinantes recebem itens de beleza e maquiagem de luxo e grandes, tornando-se uma maneira fácil de experimentar tendências de beleza e descobrir novas marcas.

Enquanto a caixa vai custar $ 23 por mês, os seis itens dentro terão um valor total de mais de $ 100. Nossa entrega mais recente incluiu um frasco de tamanho normal de U Beauty Resurfacing Compound (com valor de varejo de $ 148,00), Creme de Cabelo Diário Christophe Robin (avaliado em $ 43), Floss Lip Advocate in Your Honor (avaliado em $ 18), Madeca Derma Revitalizing Sheet Mask ($ 1,99), uma amostra de protetor solar Melt-in-Milk La Roche-Posay Anthelios para rosto e corpo com FPS 100 (valor estimado $ 1,39) e Máscara Sisley Black Rose Cream (valor estimado $ 28,67). É fácil ver como o valor desta caixa supera em muito o custo da assinatura mensal.

Precisa de mais convencimento? Leia nossas análises mais recentes da Allure Beauty Box e aprenda mais sobre produtos recém-lançados, vencedores de prêmios de beleza e ocasionalmente achados de marcas de beleza indie.

Custo: $ 23 por mês. Assine aqui.

CUPOM: Ganhe um Mega Bundle grátis ao se inscrever para uma assinatura de 12 meses! Nenhum cupom necessário - basta usar este link.

5. Menlo Club

Por que ele é um dos melhores: Menlo Club é uma de nossas assinaturas de roupas favoritas para homens por vários motivos. Lançado em 2002 por dois melhores amigos que se conheceram na USC (costumavam ser conhecidos como Five Four Club), o Menlo Club oferece roupas masculinas de qualidade a um preço realmente justo. Veja como funciona: Por US $ 60 / mês, você receberá uma entrega de Five Four, roupas esportivas Grand AC ou produtos New Republic. Uma caixa recente, que foi selecionada em torno do tema & # 8220Comeback Kid, & # 8221 incluía uma camisa de botão 100% algodão macia e confortável em tons de cinza e branco e um suéter clássico e aconchegante de meia zíper em preto .

Em média, você receberá dois itens por mês e cada mês é diferente. Também é fácil trocar os tamanhos. Há frete grátis e você pode pausar ou cancelar sua conta a qualquer momento. É uma maneira fácil de atualizar (ou melhorar) seu guarda-roupa, conforme observado por nossas avaliações do Menlo Club.

CUPOM: Apenas por tempo limitado! Use o código MENLOTB30 para obter sua primeira caixa por apenas $ 30! (50% de desconto).

6. Livro do mês

Por que ele é um dos melhores: Às vezes, procurar o próximo bom livro é uma luta. Há tantos títulos para você escolher! Você vai com o best-seller? Tentar um novo autor? Por fim, pedir uma cópia desse título sobre o qual todos estão falando ou simplesmente pedir conselhos a seus amigos lidos? O Livro do Mês quer eliminar as suposições do próximo livro em que você mergulhar. Uma maneira divertida e super fácil de garantir que sempre haverá um bom livro em sua mesa de cabeceira, esta assinatura altamente personalizável apresenta uma variedade de gêneros para que haja sempre algo para despertar seu interesse (e talvez até mesmo tirá-lo de sua zona de conforto) .

Veja como funciona: todo mês, você escolherá um novo título de capa dura entre cinco opções (dê uma olhada nas opções mais recentes aqui). Conforme você vira as páginas, na verdade você está lendo junto com a comunidade do Livro do Mês, que é como entrar em um grande e amigável clube do livro. Seu primeiro livro custa US $ 9,99 e, depois disso, US $ 14,99 por mês. Isso é muito mais acessível do que comprar um livro de capa dura totalmente novo.

Melhor ainda? Muitas vezes, você terá acesso a livros recém-lançados antes que eles também estejam disponíveis para venda. Portanto, inscreva-se e, em breve, você pode se tornar o amigo que outras pessoas procuram para recomendações de livros.

CUPOM: Por tempo limitado! Use o código PACKABOOK para obter seu primeiro livro por apenas US $ 9,99

7. BeautyFIX

Por que ele é um dos melhores: Chamando todos totalmente obcecados com sua rotina de cuidados com a pele.

Afaste-se do espelho do banheiro e vá em direção à sua nova assinatura favorita: BeautyFIX. Criada pelas mentes por trás da Dermstore, uma loja completa de produtos para a pele e beleza, a assinatura deste mês traz o melhor em beleza à sua porta. A cada mês, os assinantes recebem um mix de seis ou mais produtos de tamanho completo e de luxo.

As caixas anteriores incluíam grandes marcas como Avene (que se autodenomina a linha de cuidados com a pele líder nas farmácias europeias), Paula & # 8217s Choice (produtos para a pele sem crueldade e baseados em pesquisas), Skinceuticals (um favorito das celebridades), ByTerry, Jane Iredale e Juice Beleza.

8. Correção de pontos

Por que ele é um dos melhores: Simplificando: Stitch Fix é o serviço de estilo pessoal online original e ainda é um dos melhores.

Lançado em 2011, a missão do Stitch Fix & # 8217s é mudar a maneira como as pessoas encontram as roupas que amam, combinando tecnologia com o toque pessoal de especialistas em estilo experientes. O objetivo deles é ajudá-lo a economizar tempo enquanto evolui seu estilo pessoal ao longo do tempo. Com o passar dos anos, a Stitch Fix cresceu do serviço de catering para apenas mulheres em uma determinada faixa de tamanho, para cobrir todos os tamanhos (plus size, maternidade, petite). Também há opções para homens e crianças.

Veja como funciona: você preencherá um perfil, que dará ao seu estilista todas as informações de que ele precisa para enviar cinco itens que eles acham que você vai adorar. Esse estilista está puxando de um armário extra fundo cheio de peças clássicas e tendências que você pode querer experimentar. Eles têm de tudo, desde coletes confortáveis ​​até os corredores cônicos do momento e pequenos vestidos pretos (eles até têm casacos - um híbrido de cardigã e casaco - sobre os quais você pode ler em nosso mais recente Correção de pontos Reveja).

Diga ao seu estilista qual faixa de preço você deseja, para garantir que está dentro do seu orçamento. (Se você ficar com todos os cinco itens, receberá um desconto total de 25%.) Se sua primeira correção não for perfeita, não se preocupe. Geralmente, são necessárias algumas tentativas com o seu feedback para entrar no ritmo. Você pode programar as entregas conforme a necessidade ou regularmente.

Custo: Taxa de estilização de $ 20 não reembolsável por entrega. Assine aqui.

9. Caixa de Kiwi da KiwiCo

Por que ele é um dos melhores: Kiwi Crate domina o aprendizado de como ser divertido.

Todos os meses, as mentes da KiwiCo criam projetos científicos práticos projetados para despertar a curiosidade e incentivar a descoberta de crianças de todas as idades. Lá dentro, as crianças recebem todo o material necessário para as atividades de aprendizagem. Os projetos incluídos nesta assinatura da KiwiCo cobrem uma série de áreas de desenvolvimento, incluindo ciência, tecnologia, engenharia e arte por meio da solução de problemas e brincadeiras imaginativas.

Embora a caixa Kiwi Crate seja adequada para idades de 5 a 8, a KiwiCo também oferece uma série de outras caixas de assinatura para crianças de todas as idades.

Custo: $ 19,95 por mês. Assine aqui.

CUPOM: Apenas por tempo limitado! Use o código MSA50 para economizar 50% na sua primeira caixa!

10. Estremecer

Por que ele é um dos melhores: Winc é a caixa de assinatura original do vinho. Anteriormente conhecido como Club W, Winc reinventou o clube do vinho tradicional com sua seleção que muda regularmente de vinhos de pequena produção provenientes diretamente de vinhedos e produtores de vinho.

Quer você seja novo em vinhos ou tenha um paladar muito particular, sua assinatura do Winc começará com uma pesquisa fácil e divertida onde você pode indicar suas preferências. Se você não tem certeza de quais são suas preferências, ou não tem muito conhecimento sobre vinhos, não se preocupe: as perguntas foram elaboradas para serem fáceis para iniciantes e conhecedores. Com base em suas respostas, Winc sugere vinhos exclusivos e acessíveis desenvolvidos para agradar o seu paladar. Não tem tanta certeza sobre uma de suas recomendações? Alterações podem ser feitas facilmente em sua remessa.

Uma entrega recente incluiu NV Finke’s ™ Brut Sparkling White Wine, uma bebida, bebida espumante, 2019 L'Atelier du Sud® Viognier, que ostentava notas florais e cítricas e 2017 Matchlock Merlot, uma geleia de frutas vermelhas.

Curioso sobre o que mais você pode esperar? Leia nossos comentários sobre Winc aqui.

Custo: As garrafas custam a partir de US $ 14,99. Assine aqui.

CUPOM: Obtenha 4 garrafas por apenas $ 29,95! Nenhum cupom necessário - basta usar este link.

11. Dollar Shave Club

Por que ele é um dos melhores: Pronto para um barbear rente e limpo? Digite Dollar Shave Club, uma assinatura que transformou totalmente a maneira como pensamos sobre lâminas de barbear.

Embora fosse um dos serviços originais de assinatura de cartuchos de barbear, a linha de produtos Dollar Shave Club & # 8216s se expandiu e agora oferece uma variedade de produtos de beleza unissex, como escovas de dente, pasta de dente, loção, hidratante, manteiga de barbear, gel de barbear e creme de barbear.

Ao se cadastrar, os novos clientes preencherão um questionário do plano de preparação para criar um kit inicial totalmente personalizado de acordo com suas necessidades, ou optarão por comprar itens à la carte. Essa abordagem super flexível para assinaturas e compras significa que é fácil manter seu armário de remédios abastecido. Não há compromissos de longo prazo e é fácil cancelar.

Precisa de mais motivos para se inscrever? Leia nossas análises do Dollar Shave Club.

CUPOM: Obtenha seu primeiro Starter Set por $ 5 mais frete grátis! Nenhum cupom necessário - basta usar este link.

12. Chef de cozinha

Por que ele é um dos melhores: Existem tantas assinaturas de kit de refeição para escolher que pode ser difícil dizer qual é o mais adequado para suas necessidades.

No entanto, o Home Chef é a assinatura do kit de refeição com a qual todos os revisores da MSA parecem concordar. Há uma série de razões pelas quais ele fez esta lista: ingredientes frescos, receitas fáceis de seguir, um menu de receitas em constante mudança & # 8230 a lista é infinita.

Veja como funciona: a cada semana, os assinantes podem navegar pela coleção rotativa de receitas do Home Chef (que incluem opções vegetarianas) e fazer suas seleções para refeições que servirão para duas, quatro ou seis pessoas. Depois de tomar suas decisões, você receberá caixas resfriadas de ingredientes (carnes, produtos hortifrutigranjeiros, especiarias e mais) uma vez por semana em seu kit de entrega de refeição.

Custo: As refeições começam em US $ 9,95 por porção. Assine aqui.

CUPOM: Economize $ 80 nas suas primeiras quatro caixas! Nenhum cupom necessário - basta usar este link.

13. Trunk Club

Por que ele é um dos melhores: Desde 1901, a Nordstrom oferece moda para as massas. Agora, eles vão entregá-lo à sua porta com o Trunk Club, o serviço de estilismo pessoal online amado da loja de departamentos & # 8217s que visa eliminar as suposições das assinaturas de roupas.

Veja como funciona: depois de preencher um perfil desenvolvido para informar seu estilista pessoal sobre seu tamanho, preferências e orçamento (as peças tendem a ser vendidas em qualquer lugar de $ 40 a $ 300), seu estilista dedicado fará a curadoria de seis a 12 roupas de alta qualidade e peças acessórias. A melhor parte? Você pode revisar suas escolhas antes do envio. Isso significa que não haverá surpresas e você receberá apenas itens que aprovou.

Depois de receber sua caixa, você só será cobrado pelos itens que guardar. E embora o Trunk Club possa ser uma assinatura, não precisa ser. Você pode controlar a frequência de suas entregas e optar por solicitar remessas de uma vez ou torná-lo recorrente.

Precisa saber mais? Dê uma olhada em nossas avaliações do Trunk Club.

Custo: Taxa de estilização de $ 25 não reembolsável por caixa. Assine aqui.


A coleção de cosméticos vintage conta a história das mulheres

A colecionadora Joan Renner puxa cuidadosamente uma caixa de pó brilhante com estampa floral de sua mesinha de centro com vitrine, segurando-a como uma joia preciosa. A caixa tem quase 100 anos, um tesouro que ela encontrou durante sua busca constante para aumentar sua coleção de cosméticos vintage.

“Para mim, essas caixas contam a história das mulheres”, diz ela, acrescentando que se considera uma zeladora dessas peças que representam uma época. & ldquoIt & rsquos social history, it & rsquos art history, eles contam muito. & rdquo

A coleção Joan & rsquos de embalagens de cosméticos varia do final de 1800 a 1950. Você quase pode ver a linha do tempo na arte da caixa. "Muito cedo, pensava-se que apenas" mulheres esculpidas "usavam maquiagem, então a embalagem era muito simples e eles chamavam o produto de coisas como" embelezador de pele ", diz Joan, apontando para uma caixa de papel manila lisa. & ldquoNa década de 1920, era aceitável que as mulheres fossem vistas maquiando-se em público, então os designs das embalagens ficaram mais ousados. Então, na era da Segunda Guerra Mundial, tudo era muito patriótico, pois a frente doméstica dependia das mulheres para se tornarem bonitas, porque isso era considerado um impulsionador do moral para os homens que tinham de lutar. & rdquo

Seu fascínio por essas caixinhas e compactos começou há mais de 20 anos, quando ela e o marido estavam em um mercado de pulgas e ela avistou um compacto da Feira Mundial de Nova York de 1939. & ldquoEu fiquei intrigado com o design dele. & rdquo

Joan tem grande habilidade de pesquisa para descobrir de onde e quando todos os itens de cosméticos que ela coleciona vêm. & ldquoEu tenho alguns guias de preços de colecionador da década de 1990 e às vezes encontro coisas lá. Pego revistas velhas e procuro os anúncios. Eu também tenho uma assinatura do ancestry.com e você pode pesquisar jornais lá. Você tem que ser realmente dedicado e cavar para isso, mas eu gosto dessa parte! & Rdquo

Joan também é uma historiadora conhecida em Los Angeles. Ela deu palestras sobre mulheres no crime, foi guia para a Esotouric Tours, uma empresa especializada em mostrar histórias esquecidas e cenas de crime de LA, e organiza os arquivos dos Boletins Diários da Polícia na Sociedade Histórica da Polícia de Los Angeles. Ela fez parte da equipe de pesquisa do livro recentemente lançado, & ldquoLAPD 53 & rdquo, escrito por James Ellroy, com fotos da cena do crime do ano de 1953. Ela também tem seu próprio blog, Vintage Powder Room, onde escreve sobre os itens de sua coleção.

Quando questionada sobre a conexão entre sua paixão pelo crime e cosméticos, ela ri. & ldquoMeus interesses podem parecer totalmente diversos, mas assim que você começa a falar sobre mulheres se comportando mal e suas femme fatales, os cosméticos influenciam muito nisso, então eles se cruzam! & rdquo

Quanto a realmente encontrar os produtos, Joan diz que encontra a maioria de seus itens colecionáveis ​​online hoje em dia porque os mercados de pulgas e as vendas de imóveis parecem não tê-los mais. & ldquoEssas vendas simplesmente não têm mais itens tão antigos. & rdquo

Ela disse que muitas vezes se surpreende ao encontrar as caixas de pó em excelentes condições, & ldquoAs mulheres cuidarão de algo que consideram bonito ou especial. Algumas das mais belas caixas de pó vieram da era da depressão porque as mulheres estariam dispostas a pular uma refeição para gastar um quarto em algo que as fazia se sentir bem porque era bonito. Em seguida, eles os colocariam em um lugar especial como uma gaveta de lingerie e ndash, que é o lugar perfeito para eles porque é escuro e seco. É provavelmente por isso que a maioria deles ainda tem cores brilhantes e estão em bom estado, às vezes nem mesmo foram abertos para usar o produto. & Rdquo

As for preserving them, Joan takes special care to keep them in good condition. &ldquoI don&rsquot let the sun shine on them because that will fade them. When they&rsquore not on display, I wrap them in archival paper and put them in archival boxes. I keep them at room temperature. Most of them are just made of cardboard paper so light and dampness will destroy them.

As for the packaging of today&rsquos cosmetics, Joan finds it all very uninspiring. &ldquoMakeup packaging now is really bland and it all looks the same. There used to be pride in the packaging, but now it&rsquos more about instant gratification, and people just throw away the packaging. I think they are really missing out. I know when I go shopping, I find myself and others drawn to the items that have some eye appeal. I really like the brands doing more retro designs like Besame or Benefit. Back then, cosmetics companies were competing for women&rsquos attention. The graphics were meant to capture the eye and are absolutely gorgeous.&rdquo


The History of Skin-Care Layering

We've established that in South Korea, there is a deep cultural affinity for skin-care layering. But during the 1980s and into the 1990s, the products being sold there were, according to Allure contributor Euny Hong, who grew up in South Korea, "packaged unattractively in dusty tubs and smelled like carpet deodorizer." In other words, these were not products that women in other parts of the world were dying to get their hands on (or slather on repeatedly).

But a major shift took place in the mid-1990s. The South Korean government decided that if it wanted to be economically viable in a global economy, the country needed to have a seat at the cool kids' table. It needed to become cool, and then it needed to export that cool. This gave way to the multitude of K-beauty products we all know and love today — and marked the birth of super-sized regimens that could include up to 17 steps.

Meanwhile, Americans were primed and ready for the multistep skin-care revolution, thanks to brands like Clinique. In 1968, the company introduced its now-iconic 3-Step Skin Care System — consisting of cleansing, toning, and moisturizing — and taught the world the importance of a consistent routine. So in 2014, when Allure published a six-page feature on the layering trend that was making its way to the United States from Asia, it was all systems go, and many women began to adopt routines that swelled to 10 (or even more) steps.

But then, in 2019, the pendulum swung in the opposite direction, and "skip care" was born. Products became multitaskers, and followers combined numerous hydration steps to achieve similar results in one go — thus paring down their regimen.

Today, the typical routine has settled somewhere in between, to about four or five steps. So while figuring out the best way to layer your products may no longer require a degree in chemistry, it’s still a pain point for many of us.


The Most Popular Beauty and the Beast tale

Apart from the Disney version (of course), readers are most familiar with the shortened tale by Jeanne-Marie Leprince de Beaumont (1711 – 1780). Beaumont pared down the list of characters of Beauty and Beast and simplified the tale to transform it into a quintessential fairy tale. This tale was first published in 1756, under the title La Belle et La Bête as ‘a tale for the entertainment of juvenile readers. The changes Beaumont made to Villeneuve’s tale tell another story too, reflecting the social concerns and political changes happening in France at the time.

‘Beauty and the Beast’ – The Fairy Book, Warwick Goble, 1923.


Cosmetic Box of Kemeni - History

Posted on: 11 30 . 12 by R.S. Fleming

We hope you enjoy the articles and short stories presented here, and will join Kate in her adventures for many years to come.

Upon request, you will receive an inscribed copy of Kate Tattersall Adventures in China with every donation of $10 or more plus shipping. Please use the Contact Page to provide your shipping address and we will reply with your total.

Like any fashion, make-up went through highs and lows of popularity through the centuries, indeed, from decade to decade. This article will concentrate on Britain in the 1800s, up to and including the early Victorian era. It by no means applies to other parts of the globe, and does not cover all the different tastes and divisions of style that existed. Remember, there are always exceptions in every circumstance. A point of clarification make-up was not a term used commonly until after 1870.* Cosmetics referred to anything applied to the skin of a medicinal nature, and embellishments were pastes, powders and paints, used to alter appearance. People with acne or smallpox scars, or similar disfigurements, often wore pastes to smooth their complexions. All of these products were purchased at local apothecary (pharmacist) shops and through doctors or, for the very wealthy, ordered from specialist dealers abroad. There were also home-made versions, and even the poor where known to indulge. So, yes, people did wear make-up throughout the 19th century, subtly and garishly.

Here we have a macaroni (circa 1780) and dandy (1818) at their “toilet tables” getting ready for their day. Note the posture and waistline of the dandy indicates a corset. On the right is a drawing of George “Beau” Brummell.

During the Regency (1811-20) and Napoleonic Wars (1803-15), aristocratic and affluent men in Britain started to move away from the dainty silk outfits, wigs, and heavy face pastes and paints that had been popular at court, peaking with the macaronis in the late 1700s, and continuing with the fashionable dandies. Probably the largest influencing trend to adopt more masculine appearances was the wars, as Admirals and Generals became national heroes, so the wealthy gentlemen emulated the “rugged” look. The suits and primping were still far from a soldier on campaign, but at least they proved more practical. Having the Prince Regent abandon his wigs and adopt minimal make-up, trousers (known as pantaloons), waistcoat and topcoat, as so famously influenced by Beau Brummell (1788-1840), meant the dress at court changed to reflect these tastes. Note: Men continued using pastes as moisturisers, to help heal and hide blemishes and scars. (For further information on men wearing make-up click here.)

Ladies from late 1790s to 1830, revealing the popularity of very pale complexions with rosy cheeks, somewhat red lips, and perhaps a bit of eye-liner. The most ostentatious adornment in these portraits is a pearl necklace.

Ladies had already gone to limited use of make-up during or soon after the French Revolution (1789 to 1799), rouge being the exception. Clergymen preached against “painted ladies” pointing to Jezabel and godless heathens around the world as examples of ill repute. The Church of England, along with Britain’s empire building, was determined to bring purity and modesty to women of all lands. Queen Victoria denounced painted faces as vulgar, but it was later in the era with her prolonged mourning period, and not until the 1870s with an economic depression that minimalism became the strictest, only to swing back again in the 1880s with the “professional beauties” and completely abandoned in the “Naughty Ninties.” (For more on these societal changes and the Victorian feminine ideal, click here.) In the 1840s, only prostitutes and actresses, who many considered of the same ilk, embellished their appearance with excessive paint and gaudy jewellery however, limited use was the rule for most ladies. By about 1850, as only the most effeminate of dandies were still applying make-up, women were adopting subtle applications, and wearing more precious adornments. It was during this decade Crème Céleste became popular, which was a mixture of white wax, spermaceti (from an organ inside sperm whale’s head), sweet almond oil, and rosewater. This facial paste had moisturising properties, but it also hid blemishes and provided a light smooth complexion. It developed into a common emollient and cosmetic remover, soon known as cold cream.

Portraits from the 1840s to 1860s.

As part of their “toilet” in the morning, ladies of leisure would ensure well plucked eyebrows, perhaps trim their eyelashes, and daub castor oil onto their eyelids and lashes. To hide freckles, blotches, or redness, they could dust on rice powder, zinc oxide or, the most expensive option, pearl powder, which was a mixture of chloride of bismuth and French chalk (talc) and provided a silky white and lustrous cosmetic powder. On their lips they might apply a clear pomade (like beeswax) for a shine and to provide protection from the elements, and some contained dye to discreetly accentuate the lip colour, crushed flowers and carmine (made from the female cochineal insect) being favoured. Many recipes for lip salve included evergreen bugloss, also known as alkanet, a common weed with blue flowers that provides red dye, the root in particular (but does nothing for chapped lips). To review some 19th century cosmetic recipes click here. For a healthy complexion, and to contrast the very pale skin of the privileged class, red beet juice or a carmine dye could be massaged into the cheeks. For bright eyes, a drop of lemon or orange juice in each eye would be used, and was considered a cleansing method. Poisonous belladonna was also dropped into the eyes causing the pupils to dilate, creating a luminous glow, but clouding vision. People with cataracts were prescribed belladonna Queen Victoria used it in her declining years rather than have surgery. Eye paint (eyeshadow) was popular, red and black, used excessively by “fallen women” but very subtly by respectable ladies (more like eyeliner), who would deny wearing it and be insulted if anyone ever dared to ask. Eye paint was made of mixed lead tetroxide, mercuric sulphide, antimony, cinnabar, vermilion, and secret ingredients. Another choice was to put beeswax on their lashes, then apply any number of black powders, from soot to crushed precious stones. (Kate Tattersall favoured lightly coloured lip balm, subtle eye paint, and on occasion a dusting of pearl powder.)

Two lovely “toilet table” chests from the 1850s, of rare wood and bound with brass, lined with lush velvet, both would likely have mirrors in the lids and amongst the various containers include scissors, tweezers, medicine spoons, corkscrews, bodkins, boot hooks, knives, &c.

How did ladies of the nobility and gentry hide their use of pastes, paints, and powders? By including the products in their toilet chests, designed for use on their dressing tables and for travel. Within these expensive little boxes were medicinal cosmetics, and all the application tools, but then the vilified embellishments as well. Some chests were crafted with secret compartments. An imported box of make-up could easily be emptied and discarded, the products re-bottled and placed amongst acceptable skin creams and treatments, many provided by doctors and therefore totally respectable. In particular, prescriptions were an ideal excuse for older ladies to coat their faces with a paste, achieving a light-coloured even coverage, and the charming bloom of youth. Middle-class women often couldn’t afford their own toilet chest, but they could purchase a medicine chest for a reasonable price, and hide appearance enhancers in with the tonics and balms. The products were all readily available at any apothecary shop, and a discreet lady could send a servant to the next town for purchases that might prove embarrassing.

Two ends of the spectrum. A plain apothecary’s chest from London, Taylor Bros of Cavendish Square, 1860, but with a secret compartment, and an elegant travel case including a hidden document wallet, gold plated cutlery, mother-of-pearl handles, sewing kit, pens and inkwell, numerous spare cut-glass containers, &c. Both would have served well to hide a lady’s make-up.

If you would like to peruse hundreds of portraits of wealthy ladies from 1480 up to 1914 please visit the Grand Ladies website.

“Lizzie, since the reader first knew her, had begun to use a little colouring in the arrangement of her face… there was the faintest possible tinge of pink colour shinning through the translucent pearl powder. Anyone who knew Lizzie would be sure that when she did paint she would paint well.” The Eustace Diamonds by Anthony Trollope, first published in 1871 as a serial in the Revisão quinzenal.

“Half the girls do it, either paint or powder, darken their lashes with burnt hair-pins, and take cologne on lumps of sugar or belladona to make their eyes bright. Clara tried arsenic for her complexion, but her mother stopped it,” said Fanny. An Old Fashioned Girl by Louisa M. Alcott, first serialised in the Merry’s Museum magazine in 1869.

Trivia: By the late 1800s women were using blue pencils to trace their veins. Powders were available with blue and lavender tints. This allowed women to appear very pale even in the yellow aura of gas and candle light.

*The earliest quote I could find where the term “make-up” is used to denote an application to the face, appears in “The Pearl of the Antilles, or, An Artist in Cuba” by Walter Goodman, 1873. In it he uses make-up to describe the various ways he alters his appearance for the stage. Other quotes I’ve found from that decade are likewise always in reference to the theatre.


Subscribe to Our Newsletter

With governments getting involved in the sometimes misleading world of beauty advertising, cosmetics companies are going to have to ease up on the airbrushing, as L’Oréal just learned the hard way. The UK government recently released guidelines limiting the use of misleading ad alterations, and the American Medical Association recommended similar measures here in the US. The UK is definitely putting its money where its mouth is, and just banned a series of ads featuring Julia Roberts and Christy Turlington.


How ColourPop Became the Most Popular (and Most Mysterious) Beauty Brand on the Internet

Established beauty brands like Urban Decay and Anastasia Beverly Hills have found popularity on social media among beauty vloggers and Instagrammers, and subsequently the millions of people who follow their every move. But now, so-called Insta-famous beauty brands are really starting to take over the space. One in particular, the almost two-year-old, Los Angeles-based brand ColourPop, burst onto Instagram in all of its colorful glory and captured the hearts — and lips — of seemingly everyone. While beauty influencers raved almost unanimously about the inexpensive products, an undercurrent of suspicion and conspiracy theories popped up surrounding ColourPop. So what é the deal with this brand anyway?

The founders, siblings Laura and John Nelson, made a conscious decision to market ColourPop specifically via social media to a primarily millennial audience. Vloggers like Coffee Break With Dani and Kathleen Lights were early adopters who talked about the brand on their channels. Funcionou. ColourPop now boasts 1.6 million followers on its Instagram account and gets daily mentions by vloggers and makeup enthusiasts.

But when you use social media as your main form of communication, you also have to deal with the downsides that come with that — plus, a brand launching solely via social media is still a very new phenomenon. The medium notoriously makes users think they&aposre really getting to know the person or entity they&aposre following, but it&aposs really just a tightly controlled image and fa󧫞. Intellectually everyone knows this, but it&aposs hard to remember when you&aposre admiring a colorfully (and carefully) curated account. ColourPop suddenly appeared in everyone&aposs feeds as a disembodied social media account full of perky millennial-isms and pretty makeup pictures. The problem (at least this is my working theory) is that there was no origin story associated with it, which was disconcerting to some. On Reddit&aposs popular makeup subreddits, users started questioning the brand, calling it "shady."

Artigos relacionados

ColourPop is Officially Launching at Sephora

The Instagram-Famous Makeup Brand You Haven&apost Heard of Yet

Hey, Quick Question: Are These Brands Blatantly Ripping Off Glossier?

People love a compelling origin story. Think about Linda Rodin mixing up oil in her kitchen with supermodels in the &apos90s before she launched her cult-favorite, now Estພ Lauder-owned, product line. That kind of narrative personalizes a brand. With ColourPop, it’s almost like the Wizard of Oz – there’s a man behind the curtain who no one can quite figure out. The Nelsons first launched Seed Beauty, the parent company of ColourPop, with the stated mission on their website of "chang[ing] the business of beauty forever. Unlike any other cosmetics company, we combine under one roof: venture capital, brand design, brand incubation and complete vertical integration — from brand design through R&D and manufacturing. The goal is to bring a rapidly accelerated brand to market as quickly as possible to get &aposreal&apos customer feedback. The feedback is then used to accelerate, pivot or adjust the brand as needed." Three more brands, ColourStyle, Jupe and Fluid Beauty are named as brands that are coming soon, as well as two "confidential" acquisitions. While this is a perfectly legitimate business model, beauty junkies are pretty passionate about well, everything, and seem to want their companies to have a soul. What Seed Beauty is doing is capitalism at its finest. As Laura Nelson said via email to me, "It&aposs all about applying the fast fashion model to beauty." And you can&apost get much more soulless than that.


Assista o vídeo: Arbertura de caixas da Eudora (Janeiro 2022).