Em formação

24 de junho de 1942


24 de junho de 1942

Junho

1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Norte da África

Tropas alemãs chegam a Sidi Barrani



24 de junho de 1942 e # 8211 Petr Ginz

Petr Ginz era um jovem muito inteligente que viveu em Praga durante os primeiros anos da ocupação alemã da Tchecoslováquia durante a Segunda Guerra Mundial. Ele era um observador atento dos eventos que ocorriam ao seu redor e tinha um profundo interesse pela ciência e pelo mundo natural. Freqüentemente em seu diário, Petr procurou explicar os eventos que ele experimentou. Ele parecia querer tornar compreensíveis as coisas que estavam acontecendo. Isso pode ter sido motivado, em parte, por seu status incerto no verão de 1942.

Segundo os regulamentos alemães, Petr era considerado mischlinge de primeiro grau (meio-judeu) porque seu pai era judeu, mas sua mãe não. Por causa disso, Petr foi obrigado a ser deportado de Praga para o gueto / campo de Theresienstadt aos 14 anos. Ele completou 14 anos no dia 1º de fevereiro anterior, então seu nome provavelmente apareceria em uma lista de transporte em breve. Obviamente, Petr estava interessado em todos os que haviam sido detidos e por que foram escolhidos.

Petr escreveu sobre a perda de um de seus professores em 24 de junho. “Somos ensinados pelo Sr. Weislitz em vez do Sr. David, que foi preso (junto com sua esposa). De acordo com a versão nº 1, o Sr. David foi preso por falar livremente a versão nº 2 diz que seu amigo foi preso e informado sobre ele que haviam entrado em contato, e a versão nº 3 diz que ele se deixou ser acusado para que ele poderia ir para Kolin porque seus pais estão saindo de lá com um transporte. ” A partir dessa lista de possíveis motivos para a prisão do Sr. David, fica claro que Petr estava procurando um motivo lógico. Afinal, se os motivos faziam sentido, talvez Petr pudesse entender sua própria situação também. Infelizmente para Petr e para todos os outros em sua situação, as políticas e ações nazistas em relação aos judeus não faziam nenhum sentido lógico.


24 de junho aniversários

Astrônomo britânico, matemático, um proponente da teoria do & quotsteady-state & quot, na qual o universo não tem um começo definido. Em 1950, ele cunhou o termo & quotbig bang & quot como uma descrição depreciativa da teoria alternativa em que o universo foi criado 10 a 20 bilhões de anos atrás, quando um único ponto se expandiu.

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada

Jack Dempsey (William Harrison Dempsey)

Boxeador americano, & quotThe Manassa Mauler, & quot campeão mundial dos pesos pesados ​​(1919-26).

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada


Primeira ação para ganhar uma medalha de honra dos EUA

Bernard John Dowling Irwin

Líder militar americano. Ele recebeu a Medalha de Honra dos EUA (1894) por suas ações contra os índios Apache (1861). Esta foi a primeira ação para a qual uma Medalha de Honra dos EUA foi concedida.

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada

Hack de computador americano, aficionado por curiosidades, campeão mundial de levantamento de peso, fisiculturista natural profissional.

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada

Ator inglês. TELEVISÃO: Jake e o Fatman (1987-82, Jake).

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada

Atriz americana. Filme: Vestida para matar (1980), Soprar (1981), e Robocop (1987).

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada

Guitarrista britânico, com Dire Straits. Música: Sultans of Swing (1978) e Dinheiro para nada (1985, #1).

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada

Baterista do Hall da Fama do Rock and Roll britânico, com Fleetwood Mac. Música: Rumores (1977) e Presa (1979).

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada

Ator americano, diretor vencedor do Emmy. TELEVISÃO: The Rookies (oficial Terry Webster), Cagney e amp Lacey (diretor), e Hill Street Blues (1981-86, diretor).

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada

Michele Lee (Michele Dusiak)

Atriz, cantora americana. TELEVISÃO: Aterragem de nós (Karen Fairgate MacKenzie).

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada

Diretor de cinema francês. Ele é creditado por iniciar o movimento do cinema francês & quotnouvelle vague & quot (nova onda), que ajudou a revitalizar o cinema francês na década de 1960. Filme: Les Cousins (1959) e Les Bonnes Femmes (1960).

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada

Comediante americano. Ele foi o anfitrião da primeira cerimônia de premiação do Tony na televisão (1956). TELEVISÃO: The Jack Carter Show (1950-51).

1 0 Copiar para compartilhar esta entrada

Al Molinaro (Umberto Francesco Molinaro)

Ator americano. TELEVISÃO: O casal esquisito (1970-75, Murray, o policial) e Dias felizes (1974-84, Al Delvecchio, proprietário da Arnold & # 39s).

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada

Editora americana, jornalista política, editora de Revisão de sábado (1942-71). Citação: O lema de & quotNixon & # 39 era, se dois erros não fazem um certo, tente três. & Quot

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada

Corredor de automóveis do Hall da Fama da Argentina, 5 vezes campeão mundial de Fórmula 1 (1951, 54-57). Ele é considerado um dos maiores pilotos de corrida de todos os tempos.

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada

Comerciante americano, fundador da Swift and Co. Ele desenvolveu vagões ferroviários refrigerados.

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada

Pregador americano. Escritos: Sete palestras para jovens (1844). Ele foi um dos principais oponentes da escravidão em sua época e irmão de Cabana do Tio Tom & # 39s autora Harriet Beecher Stowe.

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada

Industrial americano nascido na França. Ele fundou a E.I. du Pont Company (1801) em Delaware para fabricar pólvora.

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada

São João da Cruz (San Juan de la Cruz)

Místico e poeta espanhol. Começou a escrever poesia na prisão. Suas obras delinearam os passos da ascensão mística, conhecida como a jornada da alma para Cristo. Ele se tornou um santo em 1726.

0 0 Copiar para compartilhar esta entrada


Operado por aeronave [editar | editar fonte]

W9104 um 24 Esquadrão Lockheed 10A Electra

  • 1915-1915 Curtiss JN-4
  • 1915-1915 Caudron G.III
  • Avro 504 1915-1915
  • 1915-1915 RAF BE.2C
  • 1915-1915 Bleriot IX
  • Bristol Scout 1915-1915
  • 1915-1915 Maurice Farman Longhorn
  • 1915-1915 Maurice Farman Shorthorn
  • 1915–1916 Vickers FB.5
  • 1916–1917 Airco DH.2
  • 1917-1918 Airco DH.5
  • 1917-1919 RAF SE.5A
  • Bristol Fighter 1920–1930
  • 1920–1927 de Havilland DH.9A
  • Avro 504N 1927-1933
  • 1927-1933 de Havilland Moth
  • Westland Wapiti 1927-1933
  • 1927-1933 Fairey IIIF
  • 1930-1933 Hawker Tomtit
  • Tutor de Avro de 1931 a 1932
  • 1933–1941 Hawker Hart
  • 1933–1938 de Havilland Tiger Moth
  • 1933–1938 Hawker Audax
  • 1933–1944 de Havilland Dragon Rapide e Dominie
  • 1937-1938 Miles Nighthawk
  • 1937-1943 Expresso de Havilland
  • 1938-1940 Miles Magister
  • 1938-1938 Avro Anson I
  • 1938–1944 Miles Mentor
  • 1938–1942 Percival Vega Gull
  • 1939-1940 de Havilland Leopard Moth
  • 1939-1940 De Havilland Fox Moth
  • 1939–1941 Dragão de Havilland
  • 1939–1942 Lockheed 10 Electra
  • 1939-1942 Percival Q.6
  • 1939-1940 de Havilland Puss Moth
  • 1939-1944 de Havilland Flamingo
  • Enviado de velocidade do ar de 1939-1940
  • 1940-1942 Miles Whitney Straight
  • 1940-1940 Heston Phoenix
  • 1940-1940 Savoia-Marchetti S.73
  • 1940-1940 Douglas DC-3
  • 1940-1940 Avro Anson I
  • 1940-1940 Armstrong Whitworth Ensign
  • 1940–1942 de Havilland Hornet Moth
  • 1940-1944 Airspeed Oxford
  • 1941-1943 Stinson Reliant
  • 1941-1942 General Aircraft Cygnet
  • 1941–1942 Blackburn Botha
  • 1941–1945 Beech 17 Traveller
  • 1941-1941 Parnall Heck III
  • 1941–1942 de Havilland Leopard Moth
  • 1941–1943 Lockheed Hudson I
  • 1941–1942 Lockheed Hudson II
  • 1942-1942 Messerschmitt Bf 108
  • 1942-1943 Fokker F.XXII
  • 1942-1943 Foster Wikner Wicko
  • 1942-1942 Lockheed Hudson IV
  • 1942-1945 Lockheed Hudson III
  • 1942-1942 Heston Phoenix
  • 1942–1943 Lockheed Hudson VI
  • 1942-1944 Lockheed 12
  • 1942-1943 Percival Proctor
  • 1943–1944 Grumman Goose
  • 1943–1944 Vickers Wellington XVI
  • 1943-1944 Avro York I
  • 1943–1952 Douglas Dakota
  • 1944-1944 Avro Anson XX
  • 1944-1945 Douglas Skymaster
  • 1946-1949 Avro Lancastrian C2
  • 1946–1951 Avro York C1
  • 1950-1950 Vickers Valetta C1
  • 1950-1950 Handley Page Hastings C1
  • 1951–1968 Handley Page Hastings C2
  • 1951–1968 Handley Page Hastings C4
  • 1968–2000 Lockheed Hercules C130K
  • 2000– Lockheed Hercules C130J

24 de junho de 1942 - História

O Grupo foi ativado pelo Exército em MacDill Field, Tampa FL e designado como 44º Grupo de Bombardeios (H) pela Ordem Especial nº 11, de 13 de janeiro de 1941. O Grupo foi ativado em 15 de janeiro de 1941 pela transferência de alguns oficiais e homens alistados do 29º Grupo de Bombardeios.

Neste ponto da história, a América estava tentando manter sua neutralidade internacional. Os japoneses estavam se expandindo agressivamente no Sudeste Asiático. Os alemães invadiram a Polônia em 1o de setembro de 1939. Isso levou a Inglaterra e a França em defesa da Polônia. A Alemanha então atacou, dominou e ocupou a Holanda, a Bélgica e a França. Nossas relações com o Japão e a Alemanha continuaram diminuindo. A América moveu-se lentamente para a mobilização.

O Selective Service Act (o recrutamento militar) foi promulgado em setembro de 1940. Todos os serviços militares da América iniciaram uma rápida expansão. O 44º estava na vanguarda dessa expansão. Foi designada uma OUT (unidade de treinamento operacional). Foi a primeira unidade aérea americana a ser equipada com o novo bombardeiro de quatro motores B-24.

O B-24 foi apelidado de & quotthe feio patinho & quot, por causa de sua falta de design estético liso. No entanto, era um avião de combate muito robusto e digno. Ele tinha uma asa aerodinamicamente eficiente e quatro potentes motores Pratt e Whitney que o tornavam uma arma muito valiosa no arsenal aéreo dos Estados Unidos. Foi a única aeronave voada em combate até o dia 44 na Segunda Guerra Mundial.

1941 foi gasto com o 44º pessoal sendo treinado em habilidades militares básicas, conhecendo seu avião e uns aos outros. O ataque japonês a Pearl Harbor em 7 de dezembro de 1941 e a declaração de guerra da Alemanha contra a América transformaram nossa nação de um povo isolacionista em um combatente determinado.

Em 10 de fevereiro de 1942, o 44º foi enviado para Barksdale Field, LA. Enquanto ainda estava em um modo de treinamento intenso, o 44º recebeu a tarefa adicional de patrulhar o Golfo do México em busca de submarinos alemães que estavam causando estragos nas rotas de navegação em nossas águas natais.

Além de treinar seu próprio pessoal, o 44º tornou-se fonte de quadros para outros grupos de bombas pesadas B-24 recém-organizados. Os seguintes grupos de bombas foram criados pela transferência do 44º pessoal para o:

98 em 15 de fevereiro de 1942 por transferência de 579 homens alistados e 46 oficiais

92 de março de 1942 por transferência de quadro (número de pessoal desconhecido)

93, 26 de março de 1942 por transferência de 587 homens alistados e metade dos 44os oficiais

90 de maio de 17 de 1942 por transferência de 656 homens alistados

Em junho de 1942, o 44º escalão terrestre foi reforçado pela adição de unidades de finanças, intendente, transporte e guerra química. Ao refletir sobre esses fatos, a tarefa de preparar uma unidade para o combate com tamanha rotatividade de pessoal é impressionante.

Em 25 de julho de 1942, o 44º foi designado para Will Rogers Field, OK, em preparação para implantação em um teatro de operações no exterior. Nessa época, o 44º era tripulado por 77 oficiais e 900 soldados. O grupo consistia em quatro esquadrões, Quartel-General e esquadrão-sede (506º), o 66º esquadrão, o 67º esquadrão e o 68º esquadrão. A estada no campo de Will Rogers foi breve.

Em 25 de agosto de 1942, o escalão terrestre deixou Will Rogers Field, em trem de tropas, para Ft. Dix, NJ para se preparar para o envio para o exterior. Em 4 de setembro de 1942, o 44º escalão terrestre, consistindo de 62 oficiais e 819 homens alistados, embarcou no HMS Queen Mary para transporte para Greenock, Escócia e serviço no Reino Unido durante & quotthe duração & quot da Segunda Guerra Mundial. Eles desembarcaram em 11 de setembro de 1942.

Inicialmente, o escalão terrestre estava alojado na base aérea britânica de Cheddington, Bucks. Em 10 de outubro, eles se mudaram para Shipdham, Norfolk. Esta nova base de lend-lease & quot, oficialmente AAF Station 115, seria a casa do 44º até o fim da guerra na Europa.

O escalão aéreo foi despachado para Greiner Field, NH, onde receberam novas aeronaves, oliva monótono B-24 D's. Lá eles realizaram um pouco mais de treinamento, modificaram seus aviões e se prepararam para o vôo para a Grã-Bretanha para se juntar à incipiente Oitenta Oitava Força Aérea . Todos os escalões aéreos 27 aviões tripulados por 123 oficiais e 147 homens alistados estavam no local em Shipdham em 10 de outubro de 1942

O 44º realizou sua primeira missão de combate em 7 de novembro de 1942. Esta foi a primeira de 344 missões realizadas contra as potências do Eixo na Segunda Guerra Mundial. Mais de 8.400 surtidas de combate individuais foram realizadas por 44as tripulações. Ao compilar este notável recorde, o 44º perdeu 850 de seus bravos jovens patriotas que deram suas vidas para & quotsave o mundo & quot.

Em operações de combate, o 44º perdeu 153 de seus robustos B-24. Outros 39 aviões foram perdidos em atividades de voo operacional não-combate.

A 8ª Força Aérea no outono / inverno de 1942-43 consistia em cinco grupos B-17 e dois grupos B-24. Nenhum grupo de caça americano ainda estava operacional. Os americanos decidiram provar que podiam conduzir bombardeios de precisão diurnos em grande altitude contra alvos alemães sem escolta de caça.

Tanto a Luftwaffe alemã quanto a RAF britânica tiveram que abandonar os bombardeios diurnos entre si porque nenhuma das duas poderia suportar as perdas que sofreram. No entanto, os americanos persistiram com grande custo, em homens e aviões.

Em 8 de março de 1943, o 44º perdeu 13 de seus 27 B-24 originais. No período entre 7 de novembro de 1942 e 8 de março de 1943.

Em março de 1943, a moral dentro do grupo aumentou. Um quarto esquadrão, o 506º juntou-se ao 44º com oito novos aviões, tripulações e pessoal de apoio em terra. Vários dias depois, chegaram cinco equipes de reposição, que também foram calorosamente recebidas.

A primeira batalha aérea em grande escala no dia 44 foi o ataque de 14 de maio de 1943 à base de submarinos alemã em Kiel. Este foi um conflito violento. O 44º perdeu cinco de seus dezessete B-24s na área-alvo. Nossos artilheiros foram creditados por terem abatido 21 caças alemães. O 44º recebeu uma Menção de Unidade Distinta (DUC) pela sua conduta nesta operação. Essa foi a primeira homenagem concedida a uma unidade de combate da 8ª Força Aérea.

No final de junho de 1943, os três grupos de B-24 Liberator da 8ª Força Aérea foram enviados ao Norte da África em serviço temporário com a 9ª Força Aérea. A 44ª juntou-se à 93ª e à 389ª. Estas três unidades juntaram-se aos dois grupos do Nono Libertador para o ataque de baixo nível de 1 de agosto de 1943 ao complexo petrolífero romeno controlado pelos alemães em Ploesti.

Esse ataque ousado e ousado por bombardeiros de alta altitude no topo das árvores foi uma experiência que teve sucesso e fracasso. O 44º destruiu seus dois alvos designados, mas perdeu onze de seus trinta e sete aviões e tripulações. Nosso corajoso líder, o coronel Leon Johnson, foi agraciado com a Medalha de Honra do Congresso por sua liderança. O grupo recebeu sua segunda Menção de Unidade Distinta. Esta operação era conhecida como & quotTidal Wave & quot.

Dos 178 B-24 que foram despachados nesta operação, 54 foram perdidos. Enquanto nesta viagem de serviço temporário, o 44º também apoiou a invasão da Sicília. O 44º retornou à sua base, Shipdham, no final de agosto e estava satisfeito por estar de volta ao relativo conforto da Inglaterra. O alegre retorno durou pouco.

Em 17 de setembro de 1943, o 44º foi novamente enviado para o Norte da África, em serviço temporário. Desta vez a unidade seria sediada na Tunísia, em Oudna. O 44º compartilhava uma base com uma unidade B-17, o 99º Grupo de Bombardeios. O grupo deveria apoiar nossas forças terrestres em um ataque ao continente italiano.

Em 1 de outubro de 1943, o 44º fez sua segunda missão na fábrica Messerschmitt em Weiner-Neustadt, na Áustria. O primeiro ataque ocorreu sem muita oposição inimiga. Este alvo, altamente valorizado pelo alto comando alemão, agora estava fortemente defendido. O 44º encontrou hordas de lutadores e ataques antiaéreos muito intensos e precisos.

O 44º sofreu a perda de oito de seus vinte e cinco aviões. Os 44º artilheiros afirmaram que cinquenta caças alemães foram abatidos. Poucos dias depois dessa custosa missão, o 44º foi enviado de volta à Grã-Bretanha.

A 8ª Força Aérea vinha se expandindo em número, em aviões, bombardeiros e caças, e em pessoal, mas ainda não havia conquistado a superioridade aérea sobre a Europa. O outono de 1943 foi difícil para a 8ª Força Aérea. O tempo estava feio. No entanto, a Força continuou a se expandir.

O 44º encerrou esta ação embalada, ano caro com uma nota alta. Em 31 de dezembro de 1943, o veterano 44º liderou a 14ª Ala de Combate ao seu alvo designado no campo de aviação St. Jean d 'Angely. A excelência desse esforço de bombardeio de alta altitude de precisão rendeu os seguintes elogios do comandante da 2ª Divisão Aérea, Gen. James Hodges, “É com extrema satisfação dizer que seu bombardeio de hoje foi o melhor exemplo já realizado pela Divisão”.

Janeiro de 1944 trouxe grandes mudanças. Eisenhower saiu de Mica para se tornar Comandante Supremo Aliado. Ele trouxe consigo o general Jimmy Doolittle, que se tornou chefe da 8ª Força Aérea. A tática e a estratégia também mudaram. O caça P-51, com seus tanques de combustível expandidos, foi apresentado. A tarefa da força de caça foi alterada. Em vez de ser uma força protetora para os bombardeiros, eles usaram os bombardeiros como "isca" para fazer os caças alemães decolarem. A máxima era "matar a força de caça alemã no solo, no ar e na fábrica". Os pilotos de caça receberam crédito por qualquer aeronave alemã que destruíram em solo, em operações de metralhamento. As instalações de produção de óleo sintético subiram na lista de alvos prioritários de bombardeio estratégico. A eliminação dos pilotos de caça alemães era um objetivo importante.

Após um inverno horrível, o clima mudou favoravelmente em fevereiro. O Oitavo aproveitou ao máximo esta pausa e a & quotBig Week & quot foi encenada. O 44º estava totalmente engajado nessa operação massiva. Os alemães perderam mais de 2.100 caças em fevereiro e outros 2.100 em março, uma perda da qual nunca se recuperaram. Isso não é para deixar ninguém com a impressão de que eles não resistiram mais, eles certamente lutaram, mas a qualidade da resistência alemã foi grandemente diminuída. O caça de longo alcance P-51 nos proporcionou a superioridade aérea para encenar com sucesso uma invasão do continente.

O 44º continuou a cumprir todas as tarefas atribuídas com resultados louváveis. Como acontece com todas as unidades da 8ª Força Aérea, a 44ª foi encarregada de realizar missões que não fossem estratégicas. No início de 1944, o 44º despendeu muito esforço na tentativa de impedir o uso alemão das armas V-1 e V-2 contra a pátria britânica. Essas missões foram realizadas de forma agressiva e com grande custo para a Força de Bombardeiros em termos de aviões e tripulações.

A escalada para a invasão da Normandia colocou grandes demandas sobre cada uma das unidades de combate, especialmente o escalão terrestre, responsável pela manutenção dos aviões. O 44º foi abençoado com pessoal de terra dedicado a garantir que cada avião estivesse apto para o combate. O 44º veio para a Inglaterra com pessoal de solo para atender nove aeronaves por esquadrão. À medida que a produção de aeronaves aumentava nos Estados Unidos, cada esquadrão recebia doze aviões, alguns meses depois, o complemento era de quinze cada. Tudo isso sem aumentar o número de homens para cuidar dos aviões adicionados. Por volta da época da invasão, junho de 1944 / o número de aeronaves atribuídas a cada esquadrão estava perto de vinte.

Isso era um fardo? Na verdade, foi apenas para o crédito dos homens que compunham as equipes de terra que aceitaram o dever adicional e atuaram com superioridade. Essa era a forma de expressar sua admiração pela coragem incomum de suas tripulações de combate. Que espírito magnífico.

O alemão continuou a resistir. Flak tinha uma presença mortal e os caças muitas vezes ficavam ausentes por algumas missões, mas então se concentravam em uma coluna de bombardeiros em um ataque violento. O 44º teve sua parte nesses encontros, com resultados caros que levaram à invasão. No entanto, o 44º continuou a aumentar sua experiência em operações de combate. Muitos de seus tripulantes optaram por deixar seus lares nos Estados Unidos por trinta dias e retornar para outra missão de combate. Isso era uma vantagem para ambos, moral básica e liderança de comando.

No sábado de Páscoa (8 de abril de 1944), o 44º foi o grupo líder da 2ª Divisão Aérea em uma missão informada em Brunswick, Alemanha. Pouco antes da IP, os caças alemães romperam a tela do nosso caça e atacaram o 44º em uma batalha aérea breve, mas cara. A missão foi um esforço máximo com 44 bombardeiros B-24 em sua formação. Onze dessas excelentes jovens tripulações foram perdidas antes que nossos lutadores prevalecessem. Este foi um exemplo das táticas alemãs e tenacidade na defesa de sua pátria.

O 44º estava totalmente engajado no famoso Plano de Transporte. Esta operação, que começou no início de abril de 1944, foi uma campanha combinada de bombardeios da RAF / 8th AF, ininterruptamente, contra as instalações da ferrovia alemã, com o objetivo de isolar o planejado campo de batalha da Normandia, antes da invasão. Foi um elemento importante para o sucesso da invasão, mas também teve um grande custo. Em pouco mais de dois meses, esse enorme esforço ofensivo custou às frotas de bombardeiros RAF / 8º AF 2.000 aeronaves.

O 44º participou do apoio aéreo da invasão da Europa em 6 de junho de 1944. O distinto líder do 44º BG, General Leon Johnson, era agora o 14º Comandante de Asa de Combate e estava no 44º avião líder. A tarefa que lhes foi atribuída era atacar as praias antes que as forças terrestres chegassem à costa. O 44º também voou duas missões adicionais para o campo de batalha da invasão naquele dia.

Poucas semanas depois, o 44º foi engajado novamente no apoio direto às nossas forças terrestres na fuga maciça de St. Lo. Esses desvios do papel principal de ataques às instalações de produção industrial alemãs, produção de petróleo, pátios de triagem, campos de aviação e outros alvos vitais foram entusiasticamente apoiados por nossos aviadores. Todos eles tinham irmãos ou amigos queridos nas forças terrestres. Eles sentiram que esta era uma maneira de ajudá-los em sua tarefa onerosa no terreno.

À medida que o verão avançava, nossas forças continuaram seu movimento constante no continente, nossas missões se tornaram mais longas, nossas perdas diminuíram, mas os voos de combate continuaram sendo um negócio perigoso. Tornou-se aparente que a experiência deste maravilhoso agrupamento de bravos aviadores e seu habilidoso escalão terrestre combinaram-se para limitar as perdas em combate, para melhorar a obtenção de mais aviadores para completar as missões, tendo cumprido seu compromisso

Em setembro. 1944, o 44º foi mais uma vez desviado para auxiliar as forças terrestres. Desta vez, para lançar suprimentos para as forças aerotransportadas que fizeram um ataque ousado em Arnhem, Holanda. O emprego de B-24s em altitudes muito baixas os torna especialmente vulneráveis ​​ao fogo de armas pequenas, mas a 44ª tripulação aceitou essa tarefa sem reclamar. Esta operação falhada era conhecida como & quotMarket Garden & quot.

O clima era um impedimento sempre presente para operações de combate bem-sucedidas. O quartel-general superior às vezes ignorava a segurança em favor do lançamento da missão. A introdução do radar em aeronaves de chumbo no início de 1944 tornou possível a realização de mais missões. Agora era possível bombardear alvos através de uma cobertura de nuvens nubladas ou densa. Não era tão preciso, mas era um incômodo perturbador para o inimigo. Também aliviou a frustração de uma penetração profunda no território inimigo apenas para descobrir que a cobertura de nuvens negava a conclusão da tarefa atribuída.

Em dezembro de 1944, os alemães aproveitaram-se de um sistema climático paralisante e lançaram um assalto terrestre arriscado, mas bem planejado, projetado para capturar o porto de Antuérpia. Esta campanha violenta e corajosa ficou conhecida como a & quotBattle of the Bulge & quot. Mais uma vez, o 44º estava envolvido, em apoio às tropas terrestres. Após vários dias de paralisação por causa do clima, o 44º lançou todos os B-24 que possuía. Os alvos eram muitos, cruzamentos de estradas, depósitos de suprimentos, áreas de preparação de equipamentos. Qualquer coisa para reduzir a capacidade alemã de continuar esse quase sucesso assustador.

No final de março de 1944, após alguns meses de longas missões contra o petróleo alemão e alvos industriais, o 44º começou alguns dias praticando a redução do abastecimento de baixo nível. Trabalho perigoso para aviões tão grandes e lentos como o B-24. Apesar do risco, as tripulações estavam entusiasmadas, pois sabiam que deveriam ajudar as forças terrestres.

Operação & quotVarsity & quot, a travessia do rio Reno para a Alemanha foi encenada em 24 de março de 1945. Este esforço massivo das forças americanas e britânicas para o ataque final na Alemanha foi conduzido por mais de 1700 bombardeiros de quatro motores 8th AF. O 44º foi designado para entregar suprimentos às tropas aerotransportadas que haviam sido deixadas atrás das linhas de frente alemãs. Missão cumprida mas com perdas ..

Enquanto as forças terrestres do Exército corriam pela Alemanha, as Forças Aéreas continuavam a atacar sua variedade de alvos. Muitos desses alvos estavam nas partes orientais da Alemanha e nas nações ocupadas da Europa Central. Vôos longos, mas reduziram muito a oposição inimiga. Finalmente a capitulação estava próxima. O 44º voou a última de suas 344 missões de combate em 25 de abril de 1945. 8.400 surtidas individuais espalhadas por 29 meses de combate mortal contínuo. A cessação das hostilidades foi formalizada em 8 de maio de 1945. A celebração foi delirante.

A tarefa agora era manter os homens ocupados. Aliviado das pressões do combate, a preocupação era com o início da ociosidade. O quartel-general superior antecipou o desenvolvimento e tinha planos de mover esta vasta organização para a ZOI (zona do interior), o exército fala para CASA

Nos últimos dias de maio, cada um dos 44º aviões foi escalado para o vôo para os Estados Unidos. Cada avião foi designado para transporte de vinte homens para o leste dos Estados Unidos. O ponto terminal foi Bradley Field, CT. Cada homem recebeu trinta dias de licença em sua cidade natal. Após a conclusão desta licença, a maior parte do Grupo se reportou a Sioux Falls, SD para nova transferência ou separação. O 44º deveria ter começado o retreinamento nas Superforças B-29 para uma eventual batalha contra o Japão. No entanto, por causa da rendição japonesa, isso nunca aconteceu.

Esta breve história desta unidade de aviação famosa e notável menospreza o verdadeiro valor e valor deste Grupo de Bombardeiros e sua contribuição para a vitória da Segunda Guerra Mundial.

Maiores detalhes das ações e conquistas corajosas do 44º e de seus membros podem ser encontrados em & quot O 44º GRUPO DE BOMBAS NA II GUERRA MUNDIAL & quot, escrito por Ron Mackay e Steve Adams. Publicado por Schiffer Military History, Arglen, PA ou & quotTHE 44th BOMB GROUP, THE FLYING EIGHT-BALLS 'por Tuner Publishing Co., Paducah, KY.

Esta breve história pretende destacar a liderança na aviação de bombardeio na Segunda Guerra Mundial pela liderança do comando incomum de 44 TB e seu pessoal qualificado e talentoso. Há uma consciência de que outros grupos de funcionários americanos dedicados e patrióticos participaram com coragem e valor. Sua magnífica contribuição é para ser contada por outros. Os homens da 44ª Guerra Mundial estão honrados por terem sido os primeiros a ostentar a 44ª designação.

Mais história do quadragésimo quarto grupo de bombas <>

O Quadragésimo Quarto Grupo de Bombardeio (H) foi organizado sob a Ordem Especial Número 11 datada de 13 de janeiro, sob os parágrafos 14 e 15 de Tampa, Flórida.

O Quadragésimo Quarto Grupo de Bombardeio (H) GHQ Força Aérea foi ativado do Vigésimo Nono Grupo de Bombardeio (H) em 15 de janeiro de 1941 junto com o Quinquagésimo Terceiro Grupo de Perseguição, ambos. novas organizações foram formadas em Mac Dill Field Florida, que estava sob o comando do 'Brigadeiro General Clarence Tinker, ambas as organizações foram formadas por pessoal do Twenty-Nineth Bombardment Group (H).

O Quarenta e Quatro foi ativado com quatro oficiais e aproximadamente cento e dez homens alistados. O grupo consistia em quatro esquadrões, o Quartel-General e o Quartel-General do Amp, o Sessenta-Sexto Esquadrão de Bombas, o Sessenta-Sétimo Esquadrão de Bombardeios e o. Sessenta e Oitava Esquadrão de Bombardeios.

O Tenente-Coronel Melvin B. Asp juntou-se ao Quartel-General e ao Esquadrão da Sede da Sede e ao Esquadrão da Sede do Vigésimo Nono Grupo de Bombardeio (H) GHQ AB e assumiu o comando do Grupo.

O capitão Edward J. Timberlake juntou-se à organização vindo do Sexto Esquadrão de Bombardeio, Grupo de Bombardeio Vigésimo Nove (H) GHQ AF e assumiu o comando do Sexto Esquadrão de Bombardeio.

O major George R. Acheston assumiu o comando do sexagésimo sétimo esquadrão de bombas. Ele se juntou ao quadragésimo quarto do quadragésimo terceiro esquadrão de bombas, grupo de bombardeio vigésimo nono (H).

O capitão Samford assumiu o comando do sexagésimo oitavo esquadrão de bombas. Ele se juntou ao quadragésimo quarto grupo de bombas do cinquenta e dois esquadrões de bombas, grupo de bombas vinte e nove (H)

Dos cento e dez homens alistados designados para o quadragésimo quarto, havia noventa e cinco presentes para o serviço e quinze estavam ausentes, a maioria desses ausentes estava frequentando escolas técnicas.

Havia treze homens vinculados ao Quarenta e Quatro de outras organizações e oito homens não designados. Todos os relatórios iniciais foram apresentados com esses números listados e não houve relatórios enviados no Quarenta e Quatro. Grupo de bombas antes de 15 de janeiro de 1941.

O quadro original de homens alistados cresceu gradualmente e um quinto oficial juntou-se à organização em 11 de fevereiro de 1941. O novo oficial era o Major Olds que se juntou à organização vindo do Quartel-General e do Esquadrão do Quartel-General, Twenty-Nineth Bomb Group (H).

Trezentos e quarenta e três homens alistados foram designados para a organização, aumentando a força para Quatrocentos e cinquenta e três homens alistados.

O segundo-tenente Magnus S. Altmayer foi designado para o Quartel General e o Quartel-General do Esquadrão em 20 de fevereiro e juntou-se ao Esquadrão em 24 de fevereiro.


Hoje na história LGBT - 24 de junho

Aprender nossa história é resistência! Obrigado por fazer esta viagem comigo. Agora vá escrever sua história!

Hoje na história LGBT - 24 de junho Junho é o mês do Orgulho LGBT!

1730, Amsterdam & # 8211 Cinco homens que foram considerados culpados de sodomia dois dias antes são executados. Pietr Marteyn, Janes Sohn e Johannes Keep são estrangulados e queimados. Maurits van Eeden e Cornelis Boes são afogados em um barril de água.

1895 & # 8211 Um artigo no New York Times sobre a intimidade entre mulheres afirma que a fidelidade não poderia existir entre as mulheres porque & # 8220não há Davids e Jonathans entre as mulheres. & # 8221 O autor afirma que existe antagonismo fundamental entre as mulheres, e isso está na natureza da mulher não ter humanidade.

1952 & # 8211 Dale Jennings é preso em sua própria casa em Los Angeles por conduta obscena. Harry Hay e outros membros do Mattachine criam o Citizens Committee to Outlaw Entrapment para arrecadar fundos para a defesa legal de Jennings e divulgar o caso. William Dale Jennings (21 de outubro de 1917 - 11 de maio de 2000) foi um ativista americano dos direitos LGBT, dramaturgo e escritor.

1970 e # 8211 A polícia de Nova York prende os membros da Gay Activists Alliance Tom Doerr (1947 - 2 de agosto de 1987), Arthur Evans (12 de outubro de 1942 - 11 de setembro de 2011), Jim Owles, Phil Raia e Marty Robinson por encenação uma reunião na sede do Comitê Estadual Republicano. Os homens, que queriam apresentar suas demandas por práticas de & # 8220 emprego justo & # 8221 ao governador do estado de Nova York, Nelson Rockefeller, ficaram conhecidos como os Rockefeller Five.

1970 – Myra Breckinridge,estrelando Mae West e Raquel Welch, estreia. Myra Breckinridge é um filme de comédia americano de 1970 baseado em Gore Vidal & # 8216s (3 de outubro de 1925 - 31 de julho de 2012), romance de 1968 com o mesmo nome. O filme foi dirigido por Michael Sarne e contou com Raquel Welch no papel-título. It also starred John Huston as Buck Loner, Mae West as Leticia Van Allen, Farrah Fawcett, Rex Reed, Roger Herren, and Roger C. Carmel. Tom Selleck made his film debut in a small role as one of Leticia’s “studs”. Theadora Van Runkle was costume designer for the film, though Edith Headdesigned West’s costumes. Like the novel, the picture follows the exploits of Myron Breckinridge, a gay man who has a sex change and becomes Myra Breckinridge. She goes to Hollywood to turn it inside out. The picture was controversial for its sexual explicitness but unlike the novel, Myra Breckinridge received little to no critical praise and has been cited as one of the worst films ever made.

1971 – The Gay Activists Alliance hold a candlelight march to City Hall in New York to support a bill that would have added sexual orientation to New York City’s Human Rights Law.

1973 – In the final day of New Orleans Pride Weekend, the UpStairs Lounge, a gay bar located on the second floor of the three-story building at 141 Chartres Street in the French Quarterof New Orleans, Louisiana, was arsoned. Thirty-two people died as a result of fire or smoke inhalation. The official cause is still listed as “undetermined origin”.The most likely suspect, a gay man who had been thrown out of the bar earlier in the day, was never charged, and he took his own life in November 1974. Until the 2016 Orlando Pulse nightclub shooting, it was the deadliest known attack on a gay club in U.S. history.

1976, Canada – Gay activist Stuart Russell, along with four others, are fired from the Olympic organizing committee in Montreal for political activity and sexual orientation.

1978, Australia – Two thousand people march for gay rights in Sydney. Police revoke their permission to march and people were arrested and outed in the newspapers. This event is the beginning of the Sydney Gay and Lesbian Mardi Gras.

1980, Canada – In Vancouver the Gay Alliance Toward Equality (GATE), one of Canada’s oldest and most active gay rights organizations, announces dissolution.

1984, The Netherlands – Herman Verbeek (born 1938) of The Netherlands, the first openly gay member of the European Parliament, takes office.

1990 – Activists associated with Queer Nation distribute a manifesto emblazoned with the words “Queers Read This” at New York City’s annual Pride Celebration march. Headlined “I Hate Straights” and signed “Anonymous Queers,” the broadsheet is a harbinger of revitalized militancy among lesbian and gay activists.

1994, Philippines – The first Gay Pride march in Asia is celebrated in the Philippines.

2011 – New York Governor Andrew Cuomo signs a law legalizing same-sex marriage. The law takes effect July 24 th . The lawmore than doubles the number of Americans living in gay marriage states.

2016 – President Barack Obama announces the designation of the first national monument to lesbian, gay, bisexual and transgender (LGBT) rights. The Stonewall National Monumentencompasses Christopher Park, the Stonewall Inn and the surrounding streets and sidewalks that were the sites of the 1969 Stonewall uprising.

Stand up, speak out, share your story!

(Historical information obtained from a variety of sources including QUIST at facebook.com/quistapp, Back2Stonewall.com, Lavender Effect, DataLounge.com, Arron’s Gay Info, All Things Queer, RS Levinson, Amara Das Wilhelm, out.com, Safe Schools Coalition, and/or Wikipedia. If you wish to edit an item or add an item, please send an email to me at [email protected] Thanks!)

Leave a Reply Cancel reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


24 June 1942 - History

USS New Haven (CL 76) was reclassified CV 24 and renamed Belleau Wood February 16, 1942. She became CVL 24 on July 15, 1943. USS Belleau Wood was launched December 6, 1942 by New York Shipbuilding Corp., Camden, N. J. sponsored by Mrs. Thomas Holcomb, wife of the Commandant of the Marine Corps and commissioned March 31, 1943, Captain A. M. Pride in command.

After a brief shakedown cruise Belleau Wood reported to the Pacific Fleet, arriving at Pearl Harbor July 26, 1943. After supporting the occupation of Baker Island (September 1) and taking part in the Tarawa (September 18) and Wake Island (October 5-6) raids, she joined TF 50 for the invasion of the Gilbert Islands (November 19-December 4, 1943).

USS Belleau Wood operated with TF 58 during the seizure of Kwajalein and Majuro Atolls, Marshall Islands (January 29-February 3, 1944), Truk raid (February 16-17) Saipan-Tinian-Rota-Guam raids (Feb. 21-22) Palau-Yap-Ulithi-Woleai raid (March 30-April 1) Sawar and Wakde Island raids in support of the landings at Hollandia, New Guinea (April 22-24) Truk-Satawan-Ponape raid (April 29-May 1) occupation of Saipan (June 11-24), 1st Bonins raid (June 15-16), Battle of the Philippine Sea (June 19-20) and 2nd Bonins raid (June 24). During the Battle of the Philippine Sea, Belleau Wood's planes sank the Japanese carrier Hiyo.

After an overhaul at Pearl Harbor (June 29-July 31, 1944) USS Belleau Wood (CVL 24) rejoined TF 58 for the last stages of the occupation of Guam (August 2-10). She joined TF 38 and took part in the strikes in support of the occupation of the southern Palaus (September 6-October 14) Philippine Islands raids (September 9-24) Morotai landings (September 15) Okinawa raid (October 10) northern Luzon and Formosa raids (Oct. 11-14) Luzon strikes (Oct. 15 and 17-19), and the Battle of Cape Engaño (Oct. 24-26).

On October 30, 1944, while Belleau Wood was patrolling with her task group east of Leyte, she shot down a Japanese suicide plane which fell on her flight deck aft causing fires which set off ammunition. Before the holocaust could be brought under control 92 men were killed or missing.

After temporary repairs at Ulithi (Nov. 2-11), USS Belleau Wood steamed to Hunter's Point, Calif., for permanent repairs and an overhaul, arriving November 29, 1944. She departed San Francisco Bay January 20, 1945 and joined TF 58 at Ulithi on February 7th. During Feb. 15-March 4 she took part in the raids on Honshu Island, Japan, and the Nansei Shoto, as well as supporting the landings on Iwo Jima. She also took part in the 5th Fleet strikes against Japan (March 17-May 26) and the 3rd Fleet strikes (May 27-June 11). After embarking a new air group at Leyte (June 13-July 1) she rejoined the 3rd Fleet for the final strikes against the Japanese home islands (July 10-August 15).

USS Belleau Wood (CVL 24) launched her planes September 2, 1945 for the mass flight over Tokyo, Japan, during the surrender ceremonies. She remained in Japanese waters until October 13th. Arriving at Pearl Harbor 28th, she departed three days later with 1,248 servicemen for San Diego. She remained on "Magic Carpet" duty, returning servicemen from Guam and Saipan to San Diego, until January 31, 1946.

During the next year Belleau Wood was moored at various docks in the San Francisco area undergoing inactivation. She was placed out of commission in reserve at Alameda Naval Air Station January 13, 1947. She remained in reserve until transferred to France September 5, 1953 under the Mutual Defense Assistance Program.

Under the name Bois Belleau, the ship served with the French navy until 1960 when she was returned to the United States. She was stricken from the Navy list on October 1, 1960 and sold for scrapping.


World War II Soccer Match Echoes Through Time

KIEV, Ukraine — There are few striking features about Start Stadium except its disrepair. Wooden planks in the grandstand, like neglected teeth, are mostly loose or missing. Behind the tiny seating area, though, a sturdy column rises and supports a statue. It depicts a muscular, naked man heroically kicking a soccer ball into the beak of a trampled eagle.

Seventy years ago, on Aug. 9, 1942, the stadium became the site of one of soccer’s most infamous and disputed games, the so-called Death Match. With Kiev under Nazi occupation during World War II, a group of Ukrainian players defeated a military team of Germans thought to be from artillery and perhaps Luftwaffe units.

According to legend, the Germans warned the local team beforehand or at halftime that it had better lose the match, and when the Ukrainians ignored the threat and prevailed, key members of the team were killed in retribution.

The final score was 5-3. That much seems widely agreed upon. And four or five Ukrainian players did die within six months of the game, according to various accounts. Were they killed because they won a soccer match? All the participants are believed to be dead. The truth remains elusive. One player who popularized the legend seemed to tell as many versions of the story as there were goals in the match, both burnishing the myth and betraying it.

That long-ago game is gaining renewed attention as Ukraine serves as a co-host for Euro 2012. The match has grown far beyond a sporting contest into myth and folklore, immortalized in landmarks around Kiev and in articles, books, documentaries and movies, even a version featuring Sylvester Stallone. The latest film, called “Match” and made by Russians, was released before Euro 2012 and raised an outcry for portraying Ukrainians as Nazi sympathizers.

Some believe the 1942 game was, or could have been, a death match. Many academics and journalists dismiss the legend as Soviet-era propaganda and have sought to refute it. Still others seem unconcerned with the truth. They embrace the myth as an enduring symbol of Ukrainian patriotism and defiance in a country where 8 million to 10 million citizens died during the war, a country where starvation diets included tree bark and cow dung, a country whose national World War II museum displays a machine used by the Nazis to grind human bones into fertilizer.

Imagem

“The facts say the match took place, but there was no death match as such,” said Marina Shevchenko, a historian who works at Kiev’s National Museum of the History of the Great Patriotic War, as World War II is known in the former Soviet Union. “People want their legends, like Robin Hood.”

If the game and its legend did not exist, Alexander Dovzhenko, a pioneering Ukrainian film director of the first half of the 20th century, once said, “We would have had to invent it.”

Under Occupation

On Sept. 19, 1941, the Nazis occupied Kiev. Days later, more than 33,000 Jews were killed at Babi Yar, a ravine on the outskirts of the battered capital. In a footnote to the German invasion of the Soviet Union, the Ukrainian soccer season was abandoned. But by June 1942, a kind of soccer tournament was apparently organized, featuring two Ukrainian teams and garrisons representing Germany, Hungary and Romania.

The best team, F.C. Start, went undefeated. It was composed of Ukrainian bakery workers, most of whom had played or were to play for the powerful Kiev club Dynamo, which would later win 13 Soviet league championships. As the story goes, the owner of the bakery, also described as a bread factory, had been a big fan of Dynamo. He came up with the idea of forming an amateur team, providing extra food rations to the players and time to train.

On Aug. 6, 1942, Start is said to have routed a German Flakelf team by 5-1. Flakelf translates to Flak 11, suggesting the German team was composed mainly of those who manned antiaircraft guns around Kiev. A rematch against a reinforced German team was held in late afternoon three days later. A copy of a poster announcing the Aug. 9 game is displayed at the World War II museum.

An estimated 2,000 spectators, paying five rubles apiece, were said to have attended the rematch at Start Stadium, then known as Zenit Stadium. By some accounts, the stadium was ringed with soldiers, SS officers and police dogs, though others discount this. Makar Goncharenko, a star wing for Start, said in a 1985 oral history that some unnamed people warned it could be risky playing against and defeating the Germans in a rematch.

“Everyone told us: ‘What are you doing? It’s a real danger,’ ” Goncharenko said in the oral history, taped by the staff of the World War II museum, which also translated that interview from the Russian for this article.

The Start players listened, but ultimately decided to proceed with the match.

“Sport is sport,” Goncharenko said. “We didn’t want to lose.”

He also said that a Gestapo officer visited the team before the match, introduced himself as the referee and told the players they should raise their right arms and make the Nazi salute on the field in a pregame greeting. The players agreed without intending to comply, Goncharenko said. Ultimately, they refused the order, he said, and instead gave a popular sportsman’s yell, “Fitness, culture, hoorah.”

According to this 1985 account, the game began roughly and the Start goalkeeper, Nikolai Trusevich, was knocked out. Water was poured on the goalkeeper to revive him, but while he was still dazed, the Germans scored three goals. Trailing at halftime, the Start team decided to play for a tie, believing the referee would never allow the Ukrainians to win. But competitive instincts prevailed. And after the match was tied at 3-3, Goncharenko said he scored the final two goals to give Start a 5-3 victory.

In a 1992 interview with a Kiev radio station, Goncharenko gave another version of the match, which is the most romanticized account. In this version, Start drew inspiration from its goalkeeper being kicked in the head and made woozy, taking a 3-1 lead by halftime. This is when an SS officer entered the locker room and complimented the skill of the Start players. But, in a tone both polite and resolute, the officer also said they should consider the consequences of victory, suggesting they throw the match to the Flakelf team.

Such a warning seems plausible, said Andy Dougan, a lecturer at the Royal Conservatoire of Scotland, an arts university in Glasgow, and the author of a book about the game, “Dynamo: Triumph and Tragedy in Nazi-Occupied Kiev.”

The Germans must have by then regretted the rematch, Dougan said.

“It did turn out to be a nightmare because they had given the local people something to rally around,” Dougan said. “I’m pretty certain there would have been a warning, that they had had their fun.”

Yet Start apparently did not succumb. One eyewitness account in Dougan’s book said that a Ukrainian player, Alexei Klimenko, dribbled through the Germans near the end, then kicked the ball upfield rather than scoring in a final act of humiliating the occupiers.

The most extreme myth says that the Start players were shot immediately after the match, lined up and killed on the field or put against a wall. This is clearly not true. Goncharenko said in 1985 that the Start players were “a little nervous,” but showered and went home.

According to a widely disseminated photograph, players from both teams stood together for a postgame snapshot, some of them smiling. (Although, as with much of this tale, even the photograph is in dispute some believe it was taken just before the match or at another game a month earlier.)

It is also not true that the Start players escaped en masse, as portrayed in the 1981 movie “Victory,” reset in Germany and France with Allied prisoners of war and starring Stallone, Michael Caine, Pelé and a collection of professional players.

“Hollywood,” Sergey Mikhaylenko, the president of the Dynamo Kiev fan club, said with a laugh. “Happy ending.”

What actually happened after the match remains as murky in many aspects as what happened during it.

By many accounts, F.C. Start played again on Aug. 16, trouncing another Ukrainian team, Rukh, 8-0. But in his 1985 oral history, Goncharenko said the Start players were arrested by the Gestapo at the bakery where they worked on Aug. 10, the day after the rematch with the Flakelf team. Gestapo agents carried a poster or flier with names of other players from Dynamo — the pre-occupation team for many Start players — and wanted to know where they were, Goncharenko said.

He did not elaborate, but Dynamo was sponsored by the police. Perhaps the Gestapo suspected players of being members of the N.K.V.D., the police and state security precursor to the K.G.B. The players were separated and tortured for more than three weeks, Goncharenko said, before being taken to the Syrets concentration camp on the edge of Kiev, near the Babi Yar ravine.

Other accounts have the Start players being arrested on Aug. 18, shortly after the match with Rukh. There are a number of possible reasons given for their arrest: They may have irritated a new occupation regime in Kiev and undermined the idea of German superiority by winning all their matches. They may have been betrayed by Georgi Shvetsov, the player-manager of Rukh, who was said by some to be jealous of Start’s success. They may have been suspected at the bakery of putting ground glass into bread to be eaten by Germans. They may have been suspected of ties to the N.K.V.D.

One player, Mykola Korotkikh, is reported to have been killed several weeks after the match on suspicion of serving in Stalin’s internal security force. Some accounts say that a photograph was found of him in an N.K.V.D. uniform and that he was turned in under duress by his sister.

Six and a half months after the match, on Feb. 24, 1943, three Start players were reportedly shot to death: Trusevich, Klimenko and Ivan Kuzmenko. On Feb. 23, a Kiev plant where the Germans repaired motorized sleighs was said to have been sabotaged in an arson attack by partisans. Around that time, a work brigade from the Syrets camp was also said to have been caught trying to smuggle in sausage one of the workers may have tried to attack the camp commander or his German shepherd upon being caught.

In retaliation, the Germans are reported to have shot one of every three prisoners in the work brigade.

Dougan, the Scottish author, said he believed the Start players were killed deliberately. “It may well have been sheer chance, but these were not just three players, but three very good players,” he said. “I think the odds are just way too long.”

Prosecutors in Hamburg, Germany, investigated the episode. But they closed the case in 2005, saying they found a lack of any evidence that the Start players were purposely killed for defeating the Flakelf team on that late afternoon in 1942.

A Twisted Legend

That has hardly kept fact from becoming embroidered with legend. By late 1943 and early 1944, once Kiev was liberated by the Soviets, newspaper articles began appearing, describing details that would fit into a jigsaw myth known as the Death Match.


24 June 1942 - History

Rock 'n' Roll History for
June 24

June 24
Sam Cooke starts a two week stay at New York's Copacabana Club. A 70-foot billboard announcing the engagement was erected in Times Square.

June 24
The Beatles played the first of a two night stay in Auckland, New Zealand and although fans were enthusiastic, Auckland police were not. An inspector was quoted as saying "We didn't want 'em here and I don't know why you brought 'em." Only three officers were assigned to a mob of several thousand fans, held just 10 meters from the band's hotel entrance. John Lennon was so angry at the lack of security that the Auckland shows were nearly called off.

June 24
John Lennon's second book, A Spaniard in the Works was published. It consists of nonsensical stories and drawings similar to the style of his previous effort, 1964's In His Own Write.

June 24
The beginning of the end came for The Lovin' Spoonful when guitarist Zal Yanovsky quit after a performance in New York at the Forest Hills Music Festival. One year later, John Sebastian would also leave the band to go solo. Although he made several unannounced guest appearances during John Sebastian concerts, Yanovsky gradually withdrew from music altogether and eventually became a restaurateur. He was 58 years old when he suffered a fatal heart attack on December 13th, 2002 at his farm near Kingston, Ontario, Canada.

June 24
Procol Harum's "A Whiter Shade of Pale" enters the Billboard chart, where it will peak at #5. The song was written by the band around a melody composed by the group's organist, Matthew Fisher, who was inspired by the chord progression of Johann Sebastian Bach's "Orchestral Suite in D", composed between 1725 and 1739.

June 24
Elvis Presley records "Memories" at Western Recorders in Hollywood. Written by Billy Strange and Mac Davis for his '68 Comeback Special, which would air on December 3rd of that year, the song would be issued as the B-side of "Charro" and would reach #35 on the Billboard Hot 100 for the week of April 12, 1969.

June 24
A Detroit, Michigan band called Gallery had Cashbox Magazine's best selling single with "Nice To Be With You". The song would climb to #4 on the Billboard chart and earn a Gold record for sales of over one million copies. The group would find further success with "I Believe In Music" (#22) and "Big City Miss Ruth Ann" (#23) over the following ten months.

June 24
Capitol Records releases the two disc LP "Endless Summer", a collection of greatest hits by The Beach Boys. Four months later it will top the album charts in both the U.S. and Canada and return the group to a level of commercial success they had not seen since the mid-1960s. The album spent 155 weeks on the Billboard 200 and was certified 3x Platinum by the RIAA for selling over three million copies.

June 24
The US Attorney in Newark, New Jersey hands down indictments to nineteen music industry executives after a two year investigation. Counts of income tax evasion and payola are leveled against Clive Davis, former president of Columbia Records and Kenny Gamble and Leon Huff, architects of the Philadelphia sound of the '70s. Fines and private settlements followed.

June 24
Madison Wisconsin Police Detective Bruce Frey witnessed one of the strangest events of his career when he saw Elvis Presley jump out of his limo and stop two teenagers who were beating up a younger lad at a local gas station. Elvis said, "I'll take you on." Frey remembers "They looked up at him, froze in mid-punch and the victim ran into the gas station." The pair quickly apologized and Elvis got back into the limo and headed for his hotel room at the Sheraton.

June 24
Eric Clapton put 100 of his guitars up for auction at Christie's in New York to raise money for his drug rehab clinic, the Crossroads Centre in Antigua. His 1956 Fender Stratocaster named Brownie, which was used to record the electric version of "Layla", was sold for a record $497,500. The auction helped raise nearly $5 million for the clinic.

June 24
KISS auctioned off memorabilia from their touring days. The items brought in $876,000 on the first day of the two day event.

June 24
Gert van der Graaf, a man who had been deported from Sweden for stalking ABBA's Agnetha Faeltskog, was arrested near the singer's island retreat. He had been her boyfriend from 1997 to 1999, but had been issued a restraining order barring him from seeing or talking to her in 2000.

June 24
A 36 year old Nashville man was charged with disorderly conduct and public intoxication after he grabbed Cher by the waist at Tootsies Orchid Lounge in Nashville, Tenn.

June 24
Billboard.com named Olivia Newton-John's 1982 hit, "Physical" as The Sexiest Song Of All Time. Other classic Rock songs that made the top ten were Rod Stewart's "Tonight's The Night", Marvin Gaye's "Let's Get It On", Donna Summer's "Hot Stuff" and another Rod Stewart contribution, "Da Ya Think I'm Sexy".

June 24
Alan Myers, drummer for the New Wave band Devo on their 1980, Billboard #14 hit, "Whip It", died of cancer at the age of 58.

June 24
Bernie Worrell, whose mastery of the Moog synthesizer helped define the sound of George Clinton's dual projects of Parliament and Funkadelic, died of cancer at the age of 72.

June 24
Billy Joel gave a Billy Joel tribute band called Big Shot the thrill of a lifetime when he joined them on stage for three songs at Huntington, New York's intimate Paramount Theatre.

June 24
George Cameron, drummer and vocalist for The Left Banke on their hits "Walk Away Renee" and "Pretty Ballerina", died of cancer at the age of 70.


Gay History – June 24, 1973: The UpStairs Lounge Fire In New Orleans Kills 32 – VIDEO

The gay club was, located on the second floor of a three-story building at the corner of Chartres and Iberville Streets in the French Quarter and L was one of a rare few left in the French Quarter that had a wooden exterior.

That Sunday, dozens of members of the Metropolitan Community Church (MCC), the nation’s first gay church, founded in Los Angeles in 1969, got together there for drinks and conversation and to celebrate the fourth anniversary of Stonewall . The club hosted free beer and dinner for 125 patrons. The atmosphere was evem welcoming enough that two gay brothers, Eddie and Jim Warren, even brought their mom, Inez, and proudly introduced her to the other patrons.

At 7:56pm, a buzzer from downstairs sounded bartender Buddy Rasmussen asked Luther Boggs to answer the door. To answer it, you had to unlock a steel door that opened onto a flight of stairs leading down to the ground floor. Boggs opened the door to find the front staircase engulfed in flames, along with the smell of lighter fluid. In the next instant, he found himself in unimaginable pain as the fireball exploded, pushing upward and into the bar.

The ensuing 15 minutes were the most horrific that any of the 65 or so customers had ever endured — full of flames, smoke, panic, breaking glass, and screams.

Metal bars on the UpStairs Lounge windows, meant to keep people from falling out, were just 14 inches apart while some managed to squeeze through and jump, others got stuck. Reverend Bill Larson of the MCC clung to the bars of one window until he died. When police and firefighters surveyed and began clearing the scene, they left Larson fused to the window frame until the next morning.

MCC assistant pastor George “Mitch” Mitchell escaped, but soon returned to try to rescue his boyfriend, Louis Broussard. Both died in the fire, their bodies clinging together in death, like a scene from the aftermath of Pompeii.

Thirty-two people lost their lives that Sunday 45 years ago — Luther Boggs, Inez Warren, and Warren’s sons among them.

A police officer at the time dismissed the French Quarter lounge as a place where “thieves” and “queers” hung out and their was little interest in solving the case. There were no City Hall press conferences or statements of condolence from the governor, and no civil authorities publicly spoke out about the fire, other than to mumble about needed improvements to the city’s fire code. The detectives wouldn’t even acknowledge that it was an arson case, saying the cause of the fire was of “undetermined origin.”

News coverage, both print and television, made every effort to omit the fact that the fire had anything to do with homosexuals in the community, even though a gay bar and members of a gay church congregation had been involved. The stories that appeared included quotes from local citizens that can only be described as ignorant, such as a cab driver who said “I hoped the fire burned their dresses off,” and one woman who opined that “the Lord … cooked them.” Local talk radio hosts were making jokes such as, “What do they bury the ashes of queers in?” The answer: “Fruit jars.”

To this day no one was ever officially charged with the crime. The only suspect in the attack was Rogder Dale Nunez, a local hustler and troublemaker who had been tossed out of the bar earlier in the evening. Nunez escaped from psychiatric custody and was never picked up again by police, despite frequent appearances in the French Quarter. A friend later told investigators that Nunez confessed on at least four occasions to starting the fire. He told the friend that he squirted the bottom steps with Ronsonol lighter fluid bought at a local Walgreens and tossed the match.

#NeverForget

The List of Victims

Partners, Joe William Bailey & Clarence Joseph McCloskey, Jr. perished together. McCloskey’s sisters and two nieces attended the Memorial Service. His niece, Susan, represented McCloskey in the Jazz Funeral.

Duane George “Mitch” Mitchell, assistance pastor at MCC, died trying to save his partner, Louis Horace Broussard.

Mrs. Willie Inez Warren died with her sons, Eddie Hosea Warren and James Curtis Warren.

Pastor of the MCC, Rev. William R. Larson, formerly a Methodist lay minister.

Dr. Perry Lane Waters, Jr., a Jefferson Parish dentist. Several victims were his patients and were identified by his x-rays.

Douglas Maxwell Williams

Leon Richard Maples, a visitor from Florida.

George Steven (Bud) Matyi, A rising young songwriter, perfumer and singer who had recently appeared on the Tonight Show with Johnny Carson. His Body was Identified and buried through the help of his personal manger and his wife. The Cornman Family of New Orleans.

Larry Stratton

Reginald Adams, Jr., MCC member, formerly a Jesuit Scholastic. Partner of entertainer Regina Adams.

James Walls Hambrick Horace “Skip” Getchell, MCC member.

Joseph Henry Adams

Herbert Dean Cooley, Upstairs Lounge bartender and MCC member.

Professional pianist, David Stuart Gary.

Guy D. Anderson

Luther Boggs

Donald Walter Dunbar

John Thomas Golding, Sr., member of MCC Pastor’s Advisory Group.

Professional linguist, Adam Roland Fontenot, survived by Douglas “Buddy” Rasmussen, who led a group to safety.

Gerald Hoyt Gordon

Kenneth Paul Harrington, Federal Government employee.

Glenn Richard “Dick” Green, Navy veteran.

Robert “Bob” Lumpkin

Four men were buried in Potter’s Field, Ferris LeBlanc, Unknown White Male, Unknown White Male, Unknown White Male, the City refused to release these bodies to the MCC for burial because they could not be identified


Assista o vídeo: GRANDE DESFILE DA VITÓRIA DE MOSCOU DE 1945 HD - MOSCOW VICTORY PARADE OF 1945 HD (Janeiro 2022).